Homens "sem noção" no primeiro encontro

Homens “sem noção”

Há alguns dias o Vila Mulher falou sobre as ações que os homens esperam de uma mulher no primeiro encontro. E agora chegou a hora das mulheres falarem quais comportamentos masculinos merecem não apenas uma advertência, mas cartão vermelho logo de cara.

"Homens que dividem a conta no primeiro encontro, chegam atrasados, vão encontrar a mulher para sair e ficam esperando no carro e buzinando em vez de descer do veículo e falar apenas sobre o trabalho, como se estivesse em uma reunião, são algumas das atitudes que as mulheres odeiam", comenta Sheila Rigler, proprietária da agência de relacionamentos Par Ideal.

As mulheres entrevistadas pelo Vila Mulher foram unânimes em alguns aspectos: falar da ex-namorada ou só dele próprio, interromper a mulher a toda hora, ser fofoqueiro, tentar agradar demais, fazer "tipo" (intelectual, gostosão, "o bom") e falar de sexo na cara larga. "Acho que o cúmulo do comportamento ‘sem noção’ é ele olhar para outra mulher na sua frente. De uma vez só o homem está te deixando desconfortável e te afastando dele, mostrando à outra, para quem ele olha, que é do tipo que não vale a pena", dispara Anna Cristina, de 50 anos.

"Ansiedade de agarrar, tipo adolescente, é outro problema", lembra Anna. Valentina Ventura, de 33 anos, concorda: "’Sem noção’ é o cara que começa logo a agarrar e tentar tirar sua roupa, sem ao menos conversar, como se o sexo fosse o objetivo exclusivo do encontro."

Eliza Souza, de 35 anos, acha que homem sem noção para ela é aquele que não conhece a mulher e fala como se soubesse até o pensamento delas, aquele tipo ‘eu sei que você gosta’, sabe? E se lembrou de outra situação: "Uma vez um cara falou pra mim: ‘Qual seu nome?’ Eu disse que era Eliza e ele rebateu: ‘Que legal!O mesmo nome da minha mãe!’ Na hora pensei: ‘Jesus, não tenho filho desse tamanho...’"

Falta de higiene é inaceitável na opinião de Laila Silva, de 26 anos. "Não tomar banho ou lavar o cabelo e achar bonito não dá", afirma. E enumera mais problemas: "Ressaltar os defeitos da pessoa com quem está, só para dizer que é honesto e verdadeiro, mas argumentar em tudo que é criticado nele; rir de situações desagradáveis; tirar sarro de você só para se sentir 'por cima e comer igual a um cavalo."

Ana Araújo, de 18 anos, diz que o primeiro defeito é se vestir mal. "Sei que isso é relativo, mas a roupa revela muito de uma pessoa. Por exemplo: camisa aberta com pelos aparecendo já tira pontos, pior ainda quando acompanhada de uma corrente grossa, ouro ou prata. É de matar!", reclama.

E continua: "Homem que diz que ama de primeira também não dá. É até bacana ressaltar algumas qualidades suas, mas nada de chamar de maravilhosa. Soa falso", diz. "Ah, e homem família é bacana, mas falar muito da mãe não rola. Isso significa que a dona será presente demais na futura relação, e isso não faz bem!"

Homens dependentes e que exageram nos elogios não têm a menor chance com Luciana Lemos, de 28 anos. "Acho que tudo na justa medida contribui para um relacionamento saudável. Gosto de homens educados, cavalheiros, que saibam elogiar nos momentos propícios e tenham conversas democráticas".

Sim, os homens cometem deslizes, perdoáveis ou não, mas Sheila conta que, no caso das mulheres, o problema está na ansiedade, que faz com que ela crie falsas expectativas na hora de sair com alguém. "O maior erro delas é acreditar que vão sair do primeiro encontro com um relacionamento sério, o que muitas vezes não é a realidade", diz.

Para ela, o ideal é a mulher aproveitar a oportunidade para conhecer a pessoa, sem realizar interrogatórios e sem falar muito sobre a própria vida. No primeiro encontro ela pode esperar conhecer um pouco do comportamento social do rapaz, além da possibilidade de identificar algumas preferências e até se ele é bem humorado. "Não dá para conhecer profundamente o outro nesse momento, mas já dá para perceber se ele atende às suas expectativas e se esta história pode virar romance", afirma.

Sheila aproveita para falar sobre um assunto que tira o sono do público feminino: a ligação pós-encontro. As mulheres acreditam que se o homem gostou delas, deve ligar no mesmo dia ou no máximo no dia seguinte, mas eles pensam diferente. "Mesmo quando gostam de uma pretendente, podem demorar até cinco dias para fazer uma ligação. Isso é um comportamento típico".


O mesmo acontece com o beijo: algumas mulheres consideram que o homem não está interessado quando não tenta dar um beijo no primeiro encontro, enquanto outras imaginam que o contato físico exagerado nesse momento é sinônimo de falta de interesse em um relacionamento sério. "A verdade é que não existe uma receita. O jeito é aproveitar ao máximo, sem tentar adivinhar o que o homem está pensando", indica Sheila Rigler.

Por Juliana Falcão (MBPress)

 

Comentários

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Últimas

Top Temas

casamentoorgasmofeticheorgasmo femininoclitórisprazeransiedadesexo analquadrinhos eróticosswingpompoarismovibradorfantasias sexuaissexo oralkama sutraejaculação femininasexo selvagemtabus sexuaisjogos eróticoscenas de amorbeijo gregoposições sexuais50 tons de cinza