Mãe solteira: o que fazer na hora de namorar?

Qui, 17/02/2011 - 09h43

Mulher com filhos o que fazer na hora de namorar

Encontrar uma pessoa bacana para construir um relacionamento exige tempo e muita disposição. Talvez esse acabe sendo um dos motivos que levam mulheres que já são mães a deixarem um pouco de lado suas vidas amorosas. Entretanto, a dedicação a um filho não pode ser empecilho para se viver um novo amor.

Publicidade

Ainda mais porque há homens por aí que não se importam com o fato de terem que incluir uma criança no relacionamento.

Para a psicoterapeuta e psicanalista Lea Michaan, a mulher que já é mãe e está disposta a viver um novo amor não pode - e nem deve - ficar presa a um só papel. "Ela precisa transitar por todas as funções que cabem a ela: dona de casa, profissional, mãe, mulher. O filho vai crescer e viver sua própria vida. E se ela não cuidar de si própria certamente vai culpar este filho e impedir que ele siga seu caminho", esclarece.

Na hora de "ir à caça", Lea acha que a mulher não deve dizer logo de cara que tem um filho. Afinal de contas, ela tem o direito de se preservar. "O ideal é que ela comente da criança numa segunda oportunidade. Antes é importante saber o grau de envolvimento que ela e essa pessoa pretendem ter", sugere. "O filho já tem a carência de uma figura paterna, portanto, o certo é evitar qualquer tipo de frustração".

Lea recomenda também que a mulher crie um vínculo bacana com o parceiro antes de apresentá-lo ao filho. "Separadamente, converse com a criança. Diga a ela que você conheceu um homem legal e a importância que esta pessoa tem na sua vida. Peça para que seu filho o conheça e sempre ressalte que, apesar da chegada do rapaz, a sua relação com a criança não será abalada", recomenda.

A opinião da criança sobre o novo namorado da mãe não pode deixar de ser ouvida. "Procure saber o que ela achou. Caso a opinião seja negativa, tenha discernimento para identificar se a crítica é verdadeira ou apenas ciúmes. Se for necessário, tenha uma conversa franca com ela e com o parceiro juntos".

Um namoro pode acabar, mas o filho é para sempre. Por este motivo, a criança deve ser sempre prioridade na vida da mãe. "Nunca deixe seu filho de lado por conta do relacionamento. Encontre um momento do dia para se dedicar integralmente a ele. Seja quando ele chega da escola ou quando você chega do trabalho. Somente depois vá ao encontro do namorado", aconselha Lea.

Aos finais de semana, a mãe também precisa incluir a criança nos programas. "Caso o homem não tenha interesse em participar desses eventos, é um alerta de que ele não serve para namorar você", afirma a psicanalista. "Outro ponto importante é preservar a sua intimidade. Lembre-se de fechar a porta quando for se deitar com seu parceiro. É difícil para o filho conviver com a sexualidade da mãe".

Em situações como essa, é normal a família dar opiniões, uma vez que está preocupada com o bem-estar da criança. Para lidar com isso é preciso ter equilíbrio. "Eu penso que os familiares querem o bem da criança e, por isso, opinam. A mulher deve escutar sempre os conselhos, mas se realmente quiser levar o namoro adiante, deve defender sua posição, alegando que se ela tiver um companheiro será melhor para o filho e que o lado feminino dela também precisa de cuidados".


Portanto, tenha a certeza de que um filho não atrapalha sua vida amorosa. Esta pode ser a grande chance de conhecer alguém verdadeiramente responsável e que queira lutar para fazer você feliz e adotar seu filho de coração.

Por Juliana Falcão (MBPres)

28 comentários no Vilaclub

Comente!
Luiz Guilherme Luiz Guilherme
Ter, 13/05/2014 - 16h11 - reportar abuso

Namorar mulher com filhos e complicadíssimo, não recomendo.
Claro, há uma diferença entre mulher que foi cardada e se separou por que o homem era um inútil e/ou moleque, e aquele que engravidou por conta de um caso ou aventura. O segundo tipo, não só escolheu mal seu parceiro, como não é flor que se cheire. É o pior tipo de mulher com quem um Homem sério pode se relacionar.
De qualquer forma, ambas tem foco no filho(s) e em sua necessidades. O homem sempre vem depois, depois do filho e depois de mesma. Ou seja, emocionalmente é algo que não compensa a nenhum sujeito.

responder ao comentário
thalyson thalyson
Qua, 25/12/2013 - 16h54 - reportar abuso

O complicado é quando o filho é amigo do namorado, como eu, mesmo eu tentando preencher a carência dos dois de amigo e namorado, me sinto incapaz de fazer com que a minha namorada pare de pensar que seu filho mudou seu comportamento por causa do relacionamento, e mesmo se isto for verídico, não sei se ela terminar será a melhor opção, pois como estou tentando, me dedicando por ela, chega uma hora que eu me entrego por desistir, nesse caso, eu acho que faria um buraco na família, pois nunca mais irei falar com nenhum dos dois, ela perderia o namorado, o filho o amigo, só que a minha tristeza será muito pior, pois lutei pra conquistar ambos e não queria que acabasse em um piscar de olhos, não sei mais onde buscar conselhos. Preciso de ajuda.

responder ao comentário
Homem macho Homem macho
Sáb, 17/08/2013 - 22h44 - reportar abuso

Estou namorando uma mulher com filho a dois meses, o filho dela é mimado, toda vez que vou na casa dela ela fala alguma coisa pra me chatear, tenho 33 anos e não tenho filhos, ela 37 e é muito carinhosa e atenciosa, mostra que gosta muito de mim, mas o filho de nove anos um mala sem alça, me irrito com ele toda vez que vou na casa dela. Ela é independente e recebe pensão do pai do filho dela que mora longe, mas de vez em quando sempre enche o saco dela. O filho dela, quando estou falando no celular com ela entra no meio da conversa e grita no fundo quando eu ela estamos conversando e morre de ciumes de mim e fala para mãe dele que ela tem filho e dar mais atenção a ele. Será que ele acostuma? Será que minha vida vai ser um inferno? O menino é mimado, isso sei, mas tem cura? Será que o homem solteiro que queria ter um filho com a pessoa que ama merece isso, qual as suas opiniões?

responder ao comentário
Priscila Priscila
Seg, 08/07/2013 - 02h26 - reportar abuso

Ola gente sou mãe solteira de uma linda menina de 9 meses e gostaria de saber e normal quando a gente começa a namorar ser super protetora com os filhos ter medo de quem iremos namorar por conta da criança tipo hj em dia ta dificil confiar em alguem né grata des de ja

responder ao comentário
esperto esperto
Dom, 16/09/2012 - 12h03 - reportar abuso

as maes solteiras nunca falam que tem filhos nos primeiros encontros. e eu nunca falo que sou casado. nao venho nenhum problema em namo(fu)ra-las.

responder ao comentário
Gince Gince
Qui, 09/08/2012 - 15h12 - reportar abuso

Sou mãe solteira, desde que minha filha nasceu saio muito pouco pra balada. mas quando saio geralmente eu fico com alguém. O problema é que tenho medo de me envolver e dou meu nome errado, não dou meu telefone. O último que paquerei falei o nome certo, mas não disse que tinha uma filha, não sei se devo dizer logo de cara... conclusão, saimos mais 2 vezes e eu não disse nada, talvez por medo da reação ou até rejeição... acabamos nos afastando sem ele saber da minha filha, que tem 2 anos. Mas fico pensando em um próximo relacionamento, quero namorar, como devo agir ao conhecer uma cara? Quando devo contar que tenho uma filha e crio ela sozinha?

responder ao comentário
John John
Ter, 10/07/2012 - 01h19 - reportar abuso

Namorei durante 2 anos com uma linda mulher, que tem um filho adolescente de 14 anos e tentei de todas as formas conviver com o menino, ser amigo, foi realmente impossível. Ele é extremamente mal educado, mimado, mentiroso, se acha o centro do universo, tem uma má índole e só fica feliz quando consegue fazer a mãe infeliz, se acha o marido dela. Não consegui mais manter o namoro, pois já passava mal só de olhar para a cara do "moleque" insuportável, eu sentia vontade de vomitar. Só fiz uma pergunta ao término do namoro: "Seu filho te leva quando ele vai namorar?" "Então porque você precisa levá-lo?"

responder ao comentário
Vivienne Vivienne
Qui, 05/07/2012 - 18h21 - reportar abuso

AVISO AOS NAVEGANTES!!!

responder ao comentário
bernardino leitao bernardino leitao
Qui, 14/06/2012 - 09h27 - reportar abuso

oi eu sou de portugal e li todos esses comentarios :eu fui casado e por coisas da vida tou separado ela ´´e brazileira tve gravida e perdeu.tambem sofri com tudo isso!e nao vejo nenhum problema viver uma vida com um a mulher k ja tem um filho.pork essa mulher pode ser uma exclente esposa e esse filho sera o filho k eu nao tive.desde k agente se goste e seja cincero ,cumunicativo .e claro k comprienssivo .tudo pode ser um caminho prá felicidade.beijo pra todas as maes casadas,e solteiras

responder ao comentário
Rodrigo M Rodrigo M
Qui, 03/05/2012 - 18h22 - reportar abuso

Jamais na vida nomorarei uma mulher que tem filhos com outro homem nem se ela for a untima alma viva da terra e avera exitinção pois tenho exemplo de minha vizinha que largou do marido com duas filhas a tiracolo e no desespero de ficar sózinha arranjou um malandro que ja tinha sido preso por roubo de cargas eo mais encrivel ela é médica num importante hospital do governo e de familai conhecida em minha cidade , como ela se envolveu com ele em uma balada de ranchada , não tenho pena dela pois tentei namorar ela e ela me deu um fora que me deixou de joelhos bom isso ja passou infelismente hoje ela perdeu seu imprego no hospital devido ao seu parceiro que no final das contas que fiquei sabendo ele abusou sexualmente das duas filhas dele e fugiu ja se vão 4 anos e nunca mais viram esse bandido . isso qu esirva de lição para as mães desesperadas a procura do inferno em sua vidas .

responder ao comentário
Veja mais comentários

Especiais Vila Mulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

50 tons de cinza beyoncé 50 tons de cinza casamento clitóris fantasia sexual filmes pornô kama sutra orgasmo posições sexuais sexo sexo anal sexo oral traição
X
Seja sempre quem você é de verdade
Seja sempre quem você é de verdade Veja aqui por vilamulher