Mulheres de 50 com muito charme

sex, 25/12/2009 - 05h14

Mulheres de 50 com muito charme

Cristiane Torloni. Foto/Divulgação

A necessidade de estar jovem faz com que muita gente não tenha limites para aparentar ser mais nova do que realmente é. Algumas mulheres chegam a exagerar na dose e caem nas armadilhas da idade. Com 50 anos querem parecer que tem 20, sem aproveitar a beleza natural da idade.

Nos tempo de hoje as pessoas vivem mais e com qualidade de vida. A medicina, em especial, aliada a questões de mudança de comportamento, que inclui cuidados especiais (alimentação, exames periódicos, vitaminas e nutrientes adequados), tem ajudado nesta conquista de uma vida ‘maior’ e, para alguns, melhor.

Hoje em dia uma mulher com 50 anos não é mais considerada "velha". Pelo contrário, muitas têm espírito jovem e sabem aproveitar o que essa idade pode proporcionar. Protagonistas de filmes e histórias na TV têm e tiveram uma trajetória marcada por filhos, carreira, lar e algumas vivem o momento avó com muita paixão e encantamento, sem que com isto fiquem afastadas de sua imagem interna que vai atrás de seus desejos. Mesmo porque nessa fase elas conseguem aproveitar ainda mais o sexo, tem a vantagem de não se preocupar com uma gravidez indesejada. Também são bem resolvidas, pois não se cobram tanto como mãe, esposa e profissional. E ainda contam com o auxílio de tratamentos médicos.

A psicanalista Dorli Kamkhagi, mestre em gerontologia, explica que as mulheres que hoje adentram, ou mesmo as que estão nos seus 50 e poucos anos, têm percebido o quanto de potência de vida, de beleza e de transformação tem feito parte deste momento. "O interessante é observarmos as personagens que têm sido mostradas neste nosso universo midiático como sedutoras, belas e vivendo de uma forma boa e prazerosa a sua sexualidade", ressalta.

A psicanalista ainda alerta que "as próprias mulheres muitas vezes não se dão conta da força e energia transformadora que pode eclodir neste momento onde todos achavam que os calores da menopausa as manteriam calmas. Esta nova mulher que carrega dentro de si a capacidade de se reconectar com seu passado, aceita, sim, as transformações do tempo. Tempo este que lhe dá também uma possibilidade de escolher como pode ser esta fase, que cuidados em relação à sua saúde deve ter e como repensar relacionamentos afetivos que talvez nem supram mais nada dentro de seu imaginário".

De acordo com a Dra Dorli, esta nova fase da vida reconecta a questão do tempo Cronos (idade cronológica) com o tempo Kairós (percepção de um tempo emocional). Deste novo entrecruzar dos tempos, passa a se abrir um espaço emocional, psicológico e nas relações afetivas que esta "mulher de 50" vai desenvolver com o mundo, mas, claro, antes ela precisa realmente saber quem é.


A psicoterapeuta finaliza explicando que "este novo (re)conhecimento permite que se perceba no mais profundo de sua essência um encontro com o que aprendeu ou pode vir a aprender de seus desejos, de sua sexualidade, de sua força e de se adaptar, enfim, ela tem a capacidade de poder recomeçar a se ver num espectro mais amplo. A questão da idade desta famosa década dos 50 pode ser também um passo na recriação de uma nova história, de uma outra mulher que fale de si com força e propriedade e não aceite ser mais tão frágil e assustada com os anos que passaram". Assim, ela consegue caminhar para a frente, seguindo os caminhos do próprio coração.

Por Juliana Lopes

1 comentários no Vilaclub

Comente!
WITCH
sab, 02/01/2010 - 22h48 - reportar abuso

A glándula "feromónica"da mulher experiente é mais aguçada,ou seja qualquer homem

sentir-se-á frágil diante de um olhar,um gesto; uma aproximação daquela que sabe o

que quer.

responder ao comentário

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

casamentogravidezorgasmo femininomaquiagempenteadosansiedadedietasexo analswingsexo oralbolo de cenourakama sutrafilmes pornôbolo de liquidificador