Moda das Famosas

No casamento se faz menos sexo?

Ter, 21/09/2010 - 13h19

No casamento se faz menos sexo

Uma noite é dor de cabeça. Na outra, cansaço. Na seguinte, preocupação com o projeto ou com a pós-graduação ou com os filhos. Mas pode ser cólica, dor de dente, unha encravada.

Publicidade

Mulher arranja a desculpa que quiser para evitar o sexo. E a prática é mais comum em casamentos estáveis do que se imagina.

Mesmo sentimentalmente equilibrados, muitos casais perdem o desejo. Mais frequentemente as mulheres acabam fazendo sexo por obrigação, se submetendo a uma espécie de sacrifício. E não se trata de não amar mais o parceiro. Apenas de não ter mais o mesmo interesse sexual em sua figura.

A psicóloga Laila Pincelli, especialista em terapia de casal, ressalta que não é uma verdade absoluta que todas as mulheres fazem sexo sem querer - até porque existem aos montes aquelas com muito mais desejo sexual que os homens -, mas em alguns casos isso acontece sim. "Elas costumam fazer sexo com mais frequência do que gostariam. Para algumas, uma vez por semanas ou por mês está bom, mas elas fazem mais vezes para agradar ao marido", exemplifica. "O número de mulheres casadas que aceitam fazer sexo com os maridos sem qualquer vontade é bem menor do que antigamente, mas mesmo assim, muitas ainda se submetem, ou por carência afetiva, ou por medo de perder o cônjuge", opina Eliana Barbosa, consultora em desenvolvimento humano.

Esse interesse se diminui por conta do dia a dia, e assim a atração física dá espaço a outro tipo de sentimento. "O relacionamento ainda tem espaço para amizade, envolvimento afetivo, mas só. O sexo fica comprometido e a vida sexual, por consequência, menos relevante", avalia Laila. Isso porque o sexo envolve uma série de investimentos por parte do casal: é preciso criar mistério e carinho, estar disposto a isso. "O casal está tão cansado e distanciado que chega uma hora em que o sexo não faz mais falta. A correria da relação diária compromete essa parte do casamento e, na maioria das vezes, eles não conseguem voltar atrás". Eliana acredita que a falta de desejo em casamentos "sentimentalmente satisfatórios" se deve à falta de abertura do casal em relação à vida sexual. E diálogo.

Não há como saber se a perda do desejo começa no homem ou na mulher - o fato é que eles reclamam mais aos quatro ventos que depois do altar, a cama esfria. No consultório, Laila percebe que a maioria é de mulheres que perdem o desejo - talvez por que elas se abram mais facilmente sobre o assunto no consultório. Mas é bem verdade que, quando a vida familiar começa, o casal não precisa dividir nada com ninguém, tudo é muito gostoso. "Aí vem o filho, que gera uma série de preocupações, ocasionando o descompasso da libido", ressalta Laila. É preciso também observar como andam as emoções de cada cônjuge, porque pode haver muito amor e carinho no casamento, mas um dos dois estar passando por problemas que acabam refletindo nos momentos mais íntimos do casal.

A perda do desejo costuma ter início então após o nascimento dos filhos e, para reverter a situação é preciso resgatar o que havia de bom. Laila afirma que a mulher acaba sendo a mais afetada porque fica sobrecarregada, responsável por um número maior de tarefas, como o cuidado com os filhos ou a administração da casa, por exemplo. "Isso a deixa cansada e não sobra energia para ativar a vida sexual", explica. "Homens e mulheres funcionam de maneiras muito diversas e não há o entendimento dessas peculiaridades, as cobranças e os conflitos começam a surgir na vida a dois e, claro, vão repercutir negativamente na vida sexual do casal", avalia Eliana.

Com esforço e vontade de reverter essa situação, é possível mudar o rumo. A primeira atitude é, claro, perceber que há um descompasso na relação. "Para que a mudança ocorra, o casal precisa estar de comum acordo e fazer coisas que reativem esse desejo sexual", sugere Laila. "É preciso que ambos se disponham a conversar sobre as suas preferências, sobre as suas frustrações, seus medos e, é claro, suas fantasias e desejos", indica Eliana. A ideia então é buscar atividades que, antigamente, os deixavam mais próximos, como viajar juntos para um determinado lugar, jantar sozinhos, criar um (novo) clima. "O que não deve ser feito é fingir que está tudo bem quando na verdade não está. Fingimento ou omissão é uma grande perda de tempo!"

Casada há 23 anos, Eliana mesmo sugere pequenas atitudes que vem dando certo na sua relação. "Escreva bilhetes ousados para seu marido e coloque, escondido, em sua pasta de trabalho, mala de viagem, gavetas ou dentro da agenda", recomenda. "Gosto também de escrever e-mails românticos e, principalmente, exaltando a importância do meu marido na minha vida. Quando a mulher toma a iniciativa de falar dos seus desejos e do seu carinho pelo esposo, ele, por consequência, se torna mais amoroso e atencioso com ela".


Outra dica importante é nunca perder a vaidade. "A mulher vaidosa, que se cuida, demonstra ao marido que se ama e se respeita - e passa uma mensagem de autoconfiança. E essa postura vai refletir positivamente na intimidade do casal", garante a consultora. A solução é tentar, juntos, transformar o excesso de intimidade: de retranca e veneno em alavanca e tempero!

Por Sabrina Passos (MBPress)

43 comentários no Vilaclub

Comente!
JORGE VIDAL JORGE VIDAL
Ter, 03/12/2013 - 20h57 - reportar abuso

Assunto muitíssimo importante; que demanda serenidade e plena racionalidade... Bom e saudável é que pessoas resolvam: de alguma forma, contribuir para essa discussão. Quando com essa afirmação não farei comentário específico sobre o seu Blog, no que, você desenvolveu, todavia, reitero a importância de discutir este assunto... Para tanto sugiro à sua pessoa e seus leitores a leitura do meu Estudo sobre o Tema, cujo título é: SEXO ANAL NO CASAMENTO É PECADO?, endereço ─ www.sexopecadoecasamento.blogspot.com
Atenciosamente JORGE VIDAL

responder ao comentário
fryobvxmc fryobvxmc
Dom, 24/11/2013 - 13h59 - reportar abuso

VilaMulher - No casamento se faz menos sexo?
fryobvxmc http://www.g000q6t42x5jp71c2667p0gg1pvtctb9s.org/
ufryobvxmc
<a href="http://www.g000q6t42x5jp71c2667p0gg1pvtctb9s.org/">afryobvxmc</a>

responder ao comentário
Jon Jon
Qui, 21/11/2013 - 16h43 - reportar abuso

O problema relatado também acontece nos casamentos gays. Estou num relacionamento estável há 7 anos. E nossa vida sexual perdeu o fogo que tinha no começo. A frequência e a qualidade do sexo diminuíram muito. Mas, ao menos até agora, não estou pensando em trair nem em separação, porque nos amamos muito.

responder ao comentário
Alexandre Alexandre
Qua, 20/11/2013 - 19h30 - reportar abuso

Fui casado por oito anos, dos quais 7 fiquei sem sexo. Cheguei perto de trair, mas não fiz. Me sentia o pior homem do mundo.Resultado: depois de uma vida de parceria, respeito e admiração, fui traído.
Me casei novamente com uma mulher que parecia uma "tarada". Depois do casamento tudo mudou e ele tem me evitado. Fazemos amor 2 a 3 vezes por mês e sinto muita falta, pois desejo todo dia. Tenho medo que a história se repita.

responder ao comentário
carlos carlos
Sex, 02/08/2013 - 12h05 - reportar abuso

pelo jeito que as coisas andam, parece que não tem como resolver a situação. Mulheres e homens insatisfeitos. Se meditassem na Bíblia, iriam ver que a solução é clara... pague a mulheres as benevolências ao marido, assim como também o marido pague a mulher. E muito simples... mas, não , gostam de complicar tudo... Deus não é Deus de confusão... ouçam e ponham em prática o que Ele ensina, e tudo sairá certo... Sem estas besteiras de ter que buscar algo de fora para uma situação que envolve somente duas pessoas.

responder ao comentário
Simone Simone
Sex, 12/07/2013 - 12h55 - reportar abuso

Olha, podem falar o que quiser, eu "ressuscitei" meu marido com sexo oral. Antes era 1 por mês e olhe lá. Passei a fazer sexo oral nele todos os dias de manhã. Quando ele chega a noite do trabalho já chega excitado. Estou achando uma maravilha.

responder ao comentário
emerson emerson
Sex, 20/07/2012 - 11h22 - reportar abuso

chego a conclusao que a vida nao faz nenhum sentido, tem mulheres que querem ,e os maridos nao tao nem ai, e tem maridos que ficam na mao ,ou trai as esposas porque as mesmas nao querem sexo .ACHO que o melhor e´nao casar.EMERSON SANTOS SP

responder ao comentário
joao batista silveira da joao batista silveira da
Dom, 24/06/2012 - 17h34 - reportar abuso

eu sou um bom amante vou te fazer todos os teus sonhos que o seu marido nâo fais com tigo no quarto , eu sou como vizinho guanto mais velo fico melor espero voceis mulheres, mau comida espero o seu retorno em breve?

responder ao comentário
fabio fabio
Sex, 22/06/2012 - 13h53 - reportar abuso

Acredito que para um casamento ser feliz e duradouro é como varias engrenagens em funcionamento onde que cada 1 corresponde a um atributo por exemplo amor,carinho,fidelidade,paixao,tesao e assim por diante, e com certeza uma dessas engrenganes é o sexo ja a muito tempo que pesquiso sobre isso pelo fato de sofre com isso em meu casamento onde são 7 anos de casado e + 2 de namoro ( no namoro não transamos pelo fato dela ser virgen e ter o desejo de se casar assim) porem ja na lua de mel não foi como eu pensei pois so transamos 3 dias apos o casamento imaginei que com o tempo ela iria se solta e gostar da coisa mas apos 1 ano juntos eram no maximo 5 por mes onde que ela chegou a comentar que sexo não era a praia dela ( ta mas e eu como fico)não sou o melhor marido do mundo porem sempre tentei ser romantico e carinhoso imagino que pra se ser um bom sexo a noite todos devem começar muito bem o dia inclusive agradando e elogiando sua esposa no decorrer do tempo tentei muitas coisas terapia de casal/livro/dvds pomparismo/motel enfim não tive sorte infelismente ja trai ela perçebo que isso não é certo por isso que hoje ja penso muito em termina tudo pois de que adianta ter uma mulher bonita/honesta/trabalhadora mas uma negação na cama?82fsh

responder ao comentário
fabio fabio
Sex, 22/06/2012 - 13h34 - reportar abuso

Acredito que todo casamento é igual a muitas engranagens juntas ou seja cada engranagem corresponde a um atributo por exemplo, amor,lealdade,fidelidade,paixao,tesao e assim vai, pesquiso a muito tempo sobre isso pelo fato de sofre com a questao sexual tenho 7 anos de casado + 2 de namoro ( obs no namoro nunca transamos pelo fato dela ter o desejo de se casar virgem) bom ja na lua de mel começamos mal por que não transmos somente 3 dias apos o casamento imaginei que com o tempo de casado ela iria se soltar e as coisa seraim como muito dizem que nos primeiros anos de casados o sexo é frenetico porem ja no 1° vi que a coisa seria muito dificil pois o sexo era apenas umas 5 vezes por mes ( atualmente 1 ou 2 se tudo tiver normal) não sou o melhor marido do mundo mas sempre procurei em manter a chama do amor e da paixao vivas sempre procurava criar ambientes de amor e que por consequencia rolasse sexo ja com uns 2 anos de casado ela por algumas vezes disse que sexo não é a praia dela ( ta mas e eu como fico nessa?) tentei terapia de casal. livros sobre pompoarismo, massagens, ate swing como forma de disispero mas não houve resulta infelismente ja trai algumas vezes hoje vejo ki não é certo ja penso seriamento em separação por de nada adianta ter uma mulher que seje honesta/trabalhadora/bonita mas uma negação na cama

responder ao comentário
Veja mais comentários

Especiais Vila Mulher

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

artesanato bolo de cenoura bolo de chocolate cabelos curtos cortes de cabelo emagrecer enfeites de natal lembrancinhas chá de bebê maquiagem moda verão 2014 orgasmo pensão alimentícia penteados penteados para madrinhas posições de sexo posições sexuais sexo anal sexo oral unhas decoradas vestidos