Especiais > Espelho da Beleza |

Tendências em alianças de noivado - ouro rosa e diamante negro

quin, 26/04/2012 - 05h27

Tendências em alianças de noivado

Foto divulgação Aliança Mikron Joias

Quando o casal decide que é hora de subir ao altar e oficializar a união, um dos símbolos que representam este novo passo do relacionamento é a aliança. Pelas tradições, a joia deve conter um brilhante e ser colocada no dedo anelar da mão direita.

Rosana de Moraes, Diretora de Marketing da Amsterdam Sauer, lembra que não existe uma data certa para o casal começar a usar alianças de noivado. Basta que a decisão de subir ao altar seja tomada. E Fernanda Fernandes, da Mikron Joias comenta que, caso o noivo queira manter uma tradição mais a fio, a responsabilidade de comprar as alianças fica por conta do dele.

"Tradicionalmente o homem é quem pede a mão da mulher em noivado e já chega com as alianças compradas. Outras vezes ele sinalizar o noivado com um anel apenas para a mulher e adquire as alianças mais tarde, no casamento", diz Rosana.

O que afrouxou um pouco os laços da tradição foi a gama de modelos de alianças existentes atualmente. Desse modo, a mulher passou a ir com o companheiro escolher o anel que mais se adéqua ao estilo deles. "O valor também pode ser dividido pelos noivos, caso for necessário, mas nada como ganhar uma joia do esposo, não é mesmo?", pensa a designer. "Porém, atualmente os casais se ajudam e cooperam com as despesas, e num momento tão importante como este não há problema em ser assim também."

Rosana conta que entre as últimas tendências estão os anéis complementares. Este detalhe pode se dar pelo design (modelos que se encaixam) ou por textos. Na Amsterdam Sauer, temos um modelo no qual a aliança feminina tem um trecho de um poema de Vinicius de Moraes e a masculina completa o verso. Há também homens que optam por um anel de noivado clássico para mulher, como o de Kate Midleton.

Fernanda acredita que as alianças estilo meia cana, tradicionais e bem reforçadas nunca saem de moda e acrescenta: "O que tem atraído muitos casais são aquelas com diversos diamantes na feminina, o que dá um toque bem delicado à peça, as com diamantes negros na masculina, o uso do ouro rosê, alianças com duas cores de ouro ou mais e alianças articuladas."

Por conta de tantas novidades, a designer comenta que alguns modelos foram esquecidos. "Em um aspecto geral, as alianças muito fininhas, que parecem até mesmo uma linha, como usado nas décadas de 80 e 90, já não estão tão em alta, também pela questão do conforto que as mesmas não ofereciam". E completa: "Hoje também a garra do anel (o que segura a pedra principal) já não é tão alta como as de antigamente, sendo assim não enroscam na roupa ou causam outros incômodos do tipo. Assim, ele ganhou um design mais clean, que valoriza o diamante."

No grande dia, a aliança pode se a mesma que o casal usou durante o noivado e apenas trocá-la da mão direita para esquerda. Mas não há problema se quiserem comprar uma nova. "Na Mikron oferecemos o serviço de garantia de recompra, ou seja, aquela aliança que o casal comprou para o noivado pode ser trocada por uma mais sofisticada para o casório, sendo descontado o valor que o casal pagou pela anterior", explica Fernanda.

Tradições


"Os egípcios acreditavam que a veia no dedo anelar conduzia diretamente ao coração, por isso, anexando-lhe um anel, os amantes estariam sempre ligados ao coração. Mas foi apenas na Idade Média que surgiu a tradição de usar um diamante nos anéis de noivado como um símbolo da união abençoada", conta Fernanda.

Ela lembra que o diamante é o mineral mais duro e mais forte sobre a terra, com a capacidade de resistir ao fogo e aço. "Esses aspectos tornaram o material perfeito para simbolizar um vínculo indissolúvel entre um homem e uma mulher unidos pelo casamento."

Por Juliana Falcão (MBPress)

NENHUM COMENTÁRIO NO VILACLUB

Comente!

Especiais VilaMulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas