Guia do sexo oral (para eles)

sex, 25/01/2013 - 17h34

Guia do sexo oral para eles

Foto: Roy Morsch/Corbis

Sexo oral bem feito é sinônimo de mulher feliz. E pode atirar a primeira pedra àquela que discordar. Se você faz parte do time que adora um cunilíngua, a nossa dica é você esquecer estrategicamente a página aberta no computador do maridão e, como quem não quer nada, sugerir uma leitura, digamos, didática para ele.

Ok, sabemos que não adianta ‘ter a técnica’ e não gostar da coisa. Por isso, se o gato literalmente não cai de boca com gosto, esqueça, pois nem todos os macetes do mundo farão ele se tornar um expert em sexo oral. Mas, calma lá, apesar de não dar para mecanizar o ato e garantir a sua satisfação, a boa notícia é que algumas dicas básicas evitam os erros e fazem toda a diferença na hora H.

Antes de qualquer coisa é importante lembrar que sexo oral não é a preliminar em si e, por mais que esteja inserido no contexto, se você o considera como tal, pare, pois até mesmo a sua preliminar precisa de uma condição prévia para que aconteça. Nada de ir direto ao pote, comece tudo com calma e brinque muito com as nossas expectativas: acaricie pescoço, nuca, mamilos, barriga, coxas, beije a virilha, mordisque a vagina ainda com a calcinha, mas, por favor, deixe o clitóris para o final.

Agora que já sabe que o segredo para agradar o mulheril é a paciência, a gente separou alguns outros truques para você estimular o prazer feminino com os lábios e a língua.

Use os lábios, não só a língua

- Não esqueça que no sexo oral, a língua é o protagonista, mas sem os coadjuvantes a trama não consegue ir adiante. Quando chegar à área genital, passe a língua por toda sua extensão, a partir da base da vagina, mas, muita calma, nada de meter a língua já de cara, use os lábios para fazer uma leve sucção como se estivesse lidando com uma boca mesmo.

Explore toda a genitália

- Não concentre o toque da língua apenas no clitóris, isso pode causar desconforto, utilize língua e lábios para estimular toda a vulva da mulher. Uma boa variante para alternar o tipo de toque é começar a lamber (com o meio da língua) da base até o topo da fenda ou posicionar os lábios no topo da fenda e com a língua fazer movimentos ascendentes na parte interna.

Na posição certa

- As posições podem ser as mais variadas, ajoelhada por cima de você, de quatro, fazendo um 69, as maneiras de estimular a sua parceira são inúmeras, mas, como certeza, a posição mais favorável para ela atingir o orgasmo é deitada de barriga para cima, assim ela estará totalmente relaxada, se preferir, coloque um apoio nas costas ou no bumbum.

Ajudinha extra no sexo oral

- Inovar para sair da rotina é necessário. E, nesse caso, os acessórios podem ser grandes aliados na hora de apimentar a relação sexual. Cremes térmicos, massageadores clitorianos, bullets, entre outros brinquedinhos que garantem o treme-treme são muito bem-vindos.

Turbine as sensações

- Assim como nos homens, as mudanças de temperatura na região da genitália são sempre uma avalanche de prazer. Para quem quer incrementar a transa, mas prefere artifícios mais sutis do que um brinquedinho erótico, balas de menta e um copo com gelo formam uma dupla imbatível. Experimente colocar um daquele drops com sabor extra-forte de menta ou chupar uma pedrinha de gelo durante o ato, eles vão intensificar as sensações e deixar ela pra lá de excitada.

Clitóris em foco

- Por último, mas não menos importante, o clitóris merece toda a sua atenção. É importante ressaltar que apesar esse órgão ter como função básica gerar prazer e promover lubrificação, lembre-se: ele não funciona como um botão de emergência que basta ser pressionado para a mulher levitar e urrar de prazer. Para isso é preciso lamber, chupar, beijar e sugar a vagina a fim de fazer com que o orgasmo seja atingido.

Por Paula Perdiz

Assuntos relacionados: sexo orgasmo clitóris sexo oral

NENHUM COMENTÁRIO NO VILACLUB

Comente!

Especiais VilaMulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas