Linguagem erótica

Linguagem erótica

Geralmente quando pensamos em sexo imaginamos que o tato é o sentido mais importante para explorar novas sensações. Tocar, olhar, beijar e cheirar faz parte da relação de muitos casais, entretanto, muitos deles também precisam soltar o verbo, usar palavras que tornam os momentos de prazer ainda mais excitantes, mais do que isso, a linguagem erótica é empurrãozinho para ele fazer o que você gosta, isso através de palavras sutis, mas extremamente sensuais.

Segundo Fernanda Pauliv, consultora e instrutora de artes sensuais, quanto mais eles acertam na linguagem, mais elas são receptivas ao sexo. "Já no caso dos homens a estimulação é muito rápida. Olhar para o corpo da parceira muitas vezes é o suficiente para que ele fique excitado". Entretanto, segundo a sócia proprietária do Joanah Pink Centro Integrado da Mulher, isso não significa que deva-se estimular a audição nas mulheres e a visão no caso dos homens. "Muito pelo contrário! Os cinco sentidos foram feitos para serem explorados ao máximo", acrescenta.

Para alguns homens é muito prazeroso ouvir a parceira dizendo que está gostando das carícias ou ainda chegando lá. "Nós gostamos sim, é muito excitante ouvir e sentir uma mulher gemer de prazer. É especialmente gostoso até ela perder o fôlego depois de orgasmos múltiplos", diz Alberto Lozéa Feijó Soares, 34 anos, organizador do blog Sexy Help Desk, que inaugurou o espaço para trocar experiências e tirar dúvidas de homens e mulheres. "Os gemidos são mais do que bem-vindos, pois através deles o homem pode mensurar o prazer que está proporcionando à parceira. Por isso é muito importante que eles sejam genuínos", acrescenta Fernanda.

Ao mesmo tempo, eles ainda adoram ouvir palavras que os deixam mais excitados. "Por exemplo, sua ‘boca é tão gostosa que não consigo desgrudar a minha dela’. Além disso algumas perguntas retóricas são bem-vindas (apenas para ajudar a manter o diálogo entre o casal), como, por exemplo: ‘você está vendo como me deixou toda arrepiadinha?’ ou ainda ‘você gosta quando eu te beijo assim?’. Outra dica é falar o nome do eleito várias vezes durante a transa", indica a consultora.

"A mulher pode explicar com jeitinho o que mais gosta, mudando a construção de uma frase. Ao invés de dizer: ‘Não morda!’, ela pode dizer: 'Quando você lambe, eu vou ao delírio!'. Viu como faz diferença? Ou ainda pedir o que quer sem necessariamente ter que pedi-lo. Confuso, não? Perceba sutileza entre: ‘Você bem que podia me fazer uma massagem’ e ‘Adoro quando você faz massagem em mim’. Se ele for esperto, vai colocar as mãos em ação bem rapidinho!", brinca.


Depois de trocar ideia com muitas mulheres, Alberto afirma que a maioria delas adora palavras carinhosas e elogios ao pé do ouvido. "Uma minoria fica excitada em ouvir palavras sujas, são poucas que curtem este fetiche", diz. Fernanda compartilha a mesma opinião. "As mulheres gostam muito de elogios ao seu corpo, mas principalmente ao seu desempenho. Se sentir "a" poderosa faz com que a mulher fique mais confiante e se solte na cama. Além disso, ao contrário do que é pregado por aí, muitas gostam de uma "pegada" mais ousada", aponta. Sabendo usar as palavras certas, e no momento oportuno, sem dúvida o sexo vai ficar ainda mais picante!

Por Juliana Lopes

Comentários

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Últimas

Top Temas

casamentoorgasmofeticheorgasmo femininoclitórispenteadosprazeransiedadecortes de cabelosexo analquadrinhos eróticosswingpompoarismovibradorfantasias sexuaissexo oralkama sutrafilmes pornôejaculação femininasexo selvagemtabus sexuaiscenas de amorbeijo gregoposições sexuais50 tons de cinza