Mulher boa de cama é mulher que surpreende!

Mulher boa de cama é mulher que surpreende

Rotina. Essa palavra mete medo nas mulheres quando o assunto é vida a dois. E no sexo, claro, ela nem deveria existir. Novas posições e preliminares criativas são algumas dar armas utilizadas por quem deseja inovar. O mesmo vale para quem sonha em conquistar o título de "boa de cama".

Na opinião da pompoarista Lu Riva (www.lupompoar.com.br), uma mulher boa de cama é aquela que gosta de si mesma. "Ela tem conhecimento sobre seu próprio corpo e, a partir disso, começa a descobrir o corpo do parceiro", diz.

As detentoras desse título são muito bem-resolvidas. Vão para a cama, se entregam e envolvem o homem no ritual. "Elas são capazes de direcionar a relação e descobrir as partes erógenas do outro" declara Lu Riva. A personal sexy trainer Fátima Mourah completa: "A mulher boa de cama é familiarizada com o próprio corpo. Sabe quais toques despertam o desejo e, dessa forma, se entrega mais na relação".

Lu Riva lembra que as mulheres, assim como os homens, têm receios quando o assunto é sexo: medo de falhar e até de ficar nu na frente do parceiro. "A descoberta das características de uma pessoa que se dá bem na cama ocorre de maneira natural. Você se enxerga sem rodeios, se solta, se sente realizada e, por isso, acaba deixando a coisa fluir com simplicidade", afirma.

Na opinião de Fátima, cada mulher tem um ritmo de vida diferente. Por isso, deve-se permitir se descobrir. Ser mulher não é ser submissa. "A mulher é boa de cama porque se conhece e faz as coisas no tempo dela. Não dá para copiar o que a amiga fez. Aí vira teatro", garante. "Ela precisa se sentir confortável com o que está fazendo, conhecer o parceiro. Às vezes, quando um homem tem ao seu lado uma mulher boa de cama, não sabe o que fazer com ela. Por isso, naturalidade é tudo".

É exatamente como pensa Ariana, de 51 anos. Casada há 28 anos, a administradora acredita que mudar de posição é sempre bom para apimentar a relação. Procurar e não esperar ser procurada também é uma forma de surpreender os homens. Mas garante que nunca recorreu a filmes pornôs ou a brinquedinhos eróticos. "Essa história de topar tudo é relativo. Para tudo existe um limite. A criatividade depende muito do momento e, com o tempo, o casal preza mais a qualidade do que a quantidade", declara.

A pompoarista diz que a mulher que quer ser surpreender na cama precisa primeiramente se aceitar. É como no livro "O Segredo". Com base nisso, use o poder da mente para se tornar uma mulher sedutora e feliz. "Olhe-se nua em frente ao espelho. Se não conseguir, se olhe com roupa. Observe seu corpo e impeça que aquelas vozes interiores que falam que você é feia e cheia de celulite lhe dominem", brinca. O próximo passo é se autovalorizar. Fale com confiança para você mesma que é bonita, gostosa e capaz de conquistar. "Repita esse processo por pelo menos um mês. Isso começa a entrar na mente e dá autoconfiança", lembra Lu Riva.

Outra dica da professora é deixar de andar olhando para baixo. Olhe para as pessoas e se deixe ser olhada, observada: "Quando você ‘enterra’ a cabeça no chão, pede para que as pessoas não a percebam, não lhe ache interessante".

Para Fátima, no sexo, a mulher deve ser tão determinada quanto no campo profissional. "Ela enfrentou obstáculos e buscou informações para se dar bem no que faz. Para ser feliz na cama, os passos são semelhantes", afirma.

Depois de se sentir bem, segura consigo mesma, arrase na cama. Não tenha medo de pegar no corpo do outro. Comece debaixo para cima e deixe o órgão sexual por último. Dessa fora, você excita mais o seu parceiro. "Explore os pés, a parte interna da coxa e o peito, mas não procure direto o mamilo. Dá uma sensação diferente", declara Lu Riva. "Não tenha pressa. Atice o parceiro e deixe-o em ‘ponto de bala’", completa.

O matemático Marcelo, de 41 anos, namora há cinco meses e acredita que a mulher boa de cama é aquela quer topa todo tipo de sacanagem. "Ela tem que fazer sexo oral e engolir depois. E tem que gostar de receber também. Os homens gostam disso", afirma. "O romantismo fica por conta da mulher. Homem gosta de fazer sexo e não amor. Quem diz o contrário é porque quer conquistar ou tem medo de perder a mulher", completa.

Para as preliminares ficarem ainda mais excitantes, vede os olhos dele. "Explore a lateral do púbis, desça arranhando pelo meio do peito dele. Passe a mão pela nuca, pescoço, atrás da orelha e não se esqueça de beijar o lóbulo da orelha", sugere a professora. Porém, Fátima ressalta que a mulher deve fazer isso porque realmente quer. "Quem segue uma cartilha perde a identidade. Esteja na cama porque você quer realmente estar. Não agrade somente o parceiro, mas se agrade também. Busque o seu próprio prazer", diz.

Fátima também sugere que a mulher trabalhe os cinco sentidos do parceiro. Com pouca luz, atice o ouvido com uma boa música. Use seu perfume mais delicado para aromatizar o local. Lubrifique suas mãos com um óleo apropriado e abuse de frutas e chocolates. "Os orientais costumam preparar um ambiente para uma noite a dois. É uma maneira de sair do cotidiano", explica a personal. "Mas lembre-se: faça tudo isso porque lhe faz bem. Aí você se libera".

A personal sexy trainer diz que a mulher precisa se descobrir para se satisfazer e dar prazer ao parceiro dela. Para cada homem ela vai saber dar prazer e se proporcionar prazer. "Quanto mais a mulher se gosta, melhor ela fica. Tem que fazer o que é bom para ela, sem medo, sem vergonha. A mulher é quem escolhe o parceiro. Quando ela não quer, o homem pode fazer o que quiser", afirma.

Para aprimorar e surpreender ainda mais o parceiro, cursos de pompoarismo, striptease e de dança sensual, além de alguns "brinquedinhos", também são permitidos. Tanto na hora do sexo como para se autodescobrir. "Use o vibrador para se conhecer e outros objetos eróticos para saber quais os toques que você mais gosta. Assim, você perde a vergonha do próprio corpo e fica sabendo as reações provocadas em cada parte do corpo do outro", comenta Fátima. Se a mulher estuda o próprio corpo e o do parceiro, tem autoridade para mudar de posição, fazer novos movimentos e até ver um filme pornô para se "atualizar". "A mulher também tem que fazer sexo oral, mas sem cara de nojo. O homem é muito visual e vai perceber se você não fizer com prazer", afirma Lu Riva.


A professora de pompoarismo afirma também que a mulher tem medo de ser vulgar, quando, na verdade, está sendo sexy e segura de si. "Se decidiu ir para a cama, deite e role. Se um homem não tivesse interesse em você, não teria chegado a esse nível", diz. "A sexualidade faz parte do ser humano. As pessoas ligam sexo à pornografia e não é assim. É preciso sentir o toque, o beijo. Quando se encara o sexo de maneira natural, se os dois estiveram de comum acordo, tudo vai dar certo", afirma Fátima. "Descubra o que você tem de melhor e valorize!", finaliza.

Por Juliana Falcão (MBPress)

 

Comentários

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Últimas

Top Temas

casamentoorgasmofeticheorgasmo femininoclitóristraiçãoprazeransiedadesexo analquadrinhos eróticosswingpompoarismovibradorfantasias sexuaissexo oralkama sutraejaculação femininasexo selvagemtabus sexuaisjogos eróticoscenas de amorbeijo gregoposições sexuais50 tons de cinza