Moda das Famosas

O que eles gostam de ouvir na cama?

Seg, 17/10/2011 - 05h00

O que eles gostam de ouvir na cama

Sexo é sempre uma caixinha de surpresas. E para que elas sejam sempre positivas é preciso conhecer o parceiro e saber do que você e ele gostam.

Publicidade

Será que a maioria dos rapazes prefere palavras picantes, o silêncio ou os termos mais cabeludos?

A psicóloga e sexóloga Maria Lúcia Beraldo afirma que o que as mulheres dizem tem o poder tanto de potenciar, quanto de inibir a excitação do parceiro. "Os homens mais maduros não se importam somente com o próprio prazer. Para eles, uma boa transa é aquela em que fizeram a sua parceira delirar!", afirma Maria Lúcia.

Esse mecanismo vai além, a sexóloga explica: "Assim, quando eles fazem algo e têm de alguma forma um retorno positivo, sua masculinidade é aumentada, por conta do efeito dessa atitude em sua autoestima e sua autoconfiança. Isso desencadeia ainda mais prazer na relação, onde se tem prazer em dar prazer. É um mecanismo de retroalimentação, que funciona tanto para o homem quanto para a mulher".

Pode ser que se mostrar muito desinibida entre quatro paredes assuste o moço. A sexóloga diz que é possível que os mais inseguros e desconfiados precisem de garantias, como uma mulher sexualmente inibida para se relacionar. Palavras mais pesadas, dignas de filmes adultos, costumam dividir os rapazes. Maria Lúcia garante que é possível ser sexy sem pesar no jargão.

O engenheiro civil Wesley Talaveira, 26 anos, diz que gosta de ouvir algumas palavrinhas, mas poucas e curtas. "Algumas palavras picantes ajudam muito na hora do sexo. Palavras de ordem, coisas como ‘mais rápido’, ou pequenos elogios, por exemplo, ‘que delícia’ ao pé do ouvido também ajudam. Isso serve para você saber se está agradando", revela. "Mas poucas palavras, e rápidas", ressalta.

"Além disso, a mulher não precisa mostrar tudo o que é capaz de fazer de imediato... Ela pode ir se mostrando na medida em que vai conhecendo-o, também", comenta a psicóloga. "Isto pode ser divertido e é uma fase importante na relação", completa. Maria Lúcia Beraldo lembra que em caso de transas eventuais não é necessário haver a preocupação em agradar, já que não há expectativas de relacionamento afetivo.

Ricardo Tourais, promotor de vendas, 32 anos, diz que não gosta de palavras mais pesadas. "Acho que não há necessidade desse tipo de vocabulário. Surpresas na hora do sexo são boas, mas muitas podem acabar tirando o foco. Se for uma mulher que no dia a dia costuma falar alguma sacanagem você já espera algo assim dela na cama, mas, caso contrário, pode ficar estranho", alerta Ricardo.

A sexóloga ressalta: "Para a maioria dos homens, a mulher mais ‘gostosa’ não é aquela de corpo perfeito, mas aquela que percebe que está ali fazendo o que realmente quer". Maria Lúcia afirma que sentir-se intensamente desejado por uma mulher que lhes interessa é um dos maiores afrodisíacos para o homem, assim como olhares, gemidos, sorrisos e expressões corporais, como arqueamento do corpo e abraços fortes.


"Contudo, é muito importante que a mulher esteja realmente vivendo aquilo da forma como apresenta, pois, do contrário, ela se tornará artificial, estará representando um papel que, ao invés de intensificar o prazer de ambos, irá tirar a atenção dela para o que fazer ou dizer, distraindo-a dos estímulos em si", alerta a sexóloga. "E isto sairá como um tiro pela culatra, fazendo com que ela perca a excitação. Assim, a meta continua sendo colorir a situação, mas sem perder a autenticidade", finaliza.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Nenhum comentário no Vilaclub

Comente!

Especiais Vila Mulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

artesanato bolo de cenoura bolo de chocolate cabelos curtos cortes de cabelo emagrecer enfeites de natal lembrancinhas chá de bebê maquiagem moda verão 2014 orgasmo pensão alimentícia penteados penteados para madrinhas posições de sexo posições sexuais sexo anal sexo oral unhas decoradas vestidos