Cera australiana: depilação com pelos curtos

quin, 07/01/2010 - 10h44

Cera australiana menos intervalos entre as depilaç

Entre tantos métodos de depilação, os realizados com cera são os preferidos de muitas mulheres e já fazem parte da rotina de várias delas. Algumas já começaram a usar uma cera que promete resolver o famoso problema de esperar os pelos crescerem muito tempo para arrancá-los.

Chamada de Lycon, a cera quente usada em baixa temperatura, foi criada pela famosa esteticista Lydia Jordane, na Austrália. Celebridades como Victoria Beckham, Uma Thurman e Demi Moore são adeptas ao produto. Conforme Elaine Gonçalves Santana, 34anos, sócia-gerente do SPA Lydia Jordane, em São Paulo, também depiladora profissional, a depilação pode ser feita com os pelos ainda curtos, com até 1mm. "A Lycon possue alto poder de aderência aos pelos. Como eles crescem em ciclos é possível a extração de diferentes tamanhos juntos na mesma depilação", explica.

Elaine explica que na verdade a Lycon é um tratamento, que cuida da pele do início ao fim. "Antes da depilação são aplicados produtos que limpam e protegem a pele. Depois higienizamos a pele, evitando que bactérias entrem nos folículos. Também usamos cremes hidratantes com óleo de camomila que suavizam e acalmam, eles contém tea-tree, uma planta australiana famosa por sua ação bactericida", explica.

Cera australiana menos intervalos entre as depilaç

Cera Lycon de Morango

À base de ingredientes como chocolate, baunilha e morango, este tipo de cera é indicada para quem costuma ficar com pelos encravados. Elaine esclarece que outras ceras agridem a pele no momento da extração do pelo, o que contribui para encravá-los. "Isso associado à ausência de hidratação, uso de roupas justas, entre outros motivos, também ajudam no aparecimento da foliculite. Como protegemos a pele, além de ser hidratá-la no final do procedimento, as chances de encravar são menores". Por enquanto, o tratamento é apenas feito no SPA de São Paulo, mas a previsão é de que o método seja usado em outros lugares.

Ceras Fria X Cera Quente

Depois de experimentar algumas formas de depilação, a estudante Fabiana Martins optou pela cera fria. Apesar de ser mais dolorida, ela a prefere porque é garantia de que não se trata de um produto reaproveitável, portanto mais higiênico. É importante salientar que durante a depilação os poros são abertos, assim bactérias podem permanecer no produto e serem transmitidas. Dessa forma, cera, espátula, lâminas de celefone ou TNT, também devem ser individuais.

Embora ela seja fácil de ser aplicada em casa, a estudante prefere ir ao salão para evitar danos à pele. Neste caso, o produto é colocado em papel celofane e, logo depois, colado na área a ser depilada. As folhas são usadas ater perderem o poder de puxar os pêlos. A loção pós-depilação ajudar a remover os restos de cera, e evita que fiquem encravados.

Conforme a depiladora Danielly Soares, a aplicação da cera fria demora mais e chega a ser mais dolorosa em relação às outras. Já a cera roll on (quente) é uma das mais usadas por ser higiênica e de fácil aplicação, já que o refil é individualizado. "Ela já vem pronta em embalagens próprias (que esquentam em um aparelho). Nós espalhamos a cera sobre a lâmina, aplicamos na área a ser depilada e depois puxamos essa lâmina para arrancar os pelos. A pele é preparada com um creme pré-depilatório. Depois disso, o resíduo é retirado com óleo de amêndoas e outro creme é usado para evitar a vermelhidão da pele".

A cera quente tem uma vantagem: o calor ajuda a abrir os poros, assim a dor é menor. Mas deve ser feita com os pelos mais longos, para que se evite a foliculite. Ela contém em sua composição agentes hidratantes ou relaxantes, entre eles, a alga, que hidrata e repõe a umidade natural da pele. É antialérgica e pode ser aplicada em grandes extensões. O problema é o seu reaproveitamento, bastante comum nos salões. Quem tem varizes deve evitar, pois o calor rompe os vasinhos. E se não for aplicada por uma boa profissional pode queimar a pele. Também se a região for sensível, corre-se o risco dela ficar mais escura.


Antes de escolher o melhor tipo de cera sempre converse com o seu dermatologista, que irá indicar o melhor método para a sua pele. Para evitar surpresas desagradável em pleno verão, a depiladora Meire do Carmo recomenda que a depilação com a cera seja realizada três dias antes da exposição da pele ao sol e bronzeamento artificial. "Para evitar manchas na pele e não causar lesões, também não é recomendável realizar o procedimento após o banho de sol, pois a pele bronzeada é mais sensível e poderá descamar e até surgir bolhas", finaliza.

Por Juliana Lopes

25 comentários no Vilaclub

Comente!
vera
sab, 31/03/2012 - 18h34 - reportar abuso

boa noite! meu nome é vera trabalho na area da estetica fiz o curso de depilação e gostaria de trabalhar com a cera lycom. onde encontro e valores?moro em santos sp.

obrigada!

responder ao comentário
Katia Regina
qua, 23/11/2011 - 22h36 - reportar abuso

visitei o site e gostei muito

responder ao comentário
JOELMA
dom, 13/11/2011 - 16h34 - reportar abuso

eu tb trabalho aqui com essa cera , eu so posso dizer que é a melhor de todas.

responder ao comentário
maura da silva carneiro
seg, 15/08/2011 - 19h57 - reportar abuso

aonde consigo comprar essa cera australiana gostaria de compra-la

responder ao comentário
Anabella
qua, 23/03/2011 - 13h03 - reportar abuso

Comprei a cera e posso afirmar que e mto boa,nao deixa a pele vermelha e facil de trabalhar com ela

o unico problema e que e uma cera cara e demora p/ chegar.

responder ao comentário

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

gravidezsexohidratação cabelosorgasmo femininoescova progressivapenteadosesmaltesansiedadecortes de cabelodicas de maquiagembolo de cenourahidratação pelebepantoldieta dukan