Especial de Páscoa

Memória olfativa - aromas e lembranças

Sex, 15/02/2008 - 15h44

Você já deve ter sentido um cheiro que lhe fez lembrar uma pessoa ou situação vivida. Isso é memória olfativa.

Publicidade

A mágica é que a percepção do olfato não é padronizada, pois um cheiro pode ser prazeroso para uma pessoa e desagradável para outra.

De acordo com a otorrinolaringologista Tatiana Abdo, de São Paulo, a função olfativa do ser humano tem papel fundamental, embora seja considerada rudimentar quando comparada à de outros animais. “A memória olfativa é uma característica tanto fisiológica quanto psicológica. As fibras do nervo olfatório fazem conexões com áreas do cérebro responsáveis pelos processos de sentir cheiro, gosto, comportamento alimentar e sexual”, diz Tatiana.

O olfato é o primeiro órgão dos sentidos a se desenvolver embriologicamente.
Segundo uma pesquisa realizada pela psicóloga experimental Niélsy Bergamasco, de São Paulo, as percepções sensoriais do embrião começam a se desenvolver a partir da sétima semana de gestação. “O líquido amniótico passa pelas células receptoras e recebe estímulos. Desde o útero, já há experiências olfativas e digestivas, entre outras”, explica a especialista.

Por isso, logo após o nascimento as crianças já têm suas preferências. “Fiz um estudo com recém-nascidos de 43 horas de vida. Ao apresentar-lhes alguns odores, eles já mostraram suas preferências”, acrescenta Niélsy.

Fonte - MBPress

1 comentário no Vilaclub

Comente!
Sex, 15/02/2008 - 22h34 - reportar abuso

Eu não imaginava isto. Gostei bastante disto e vou pesquisar mais.

responder ao comentário

Especiais Vila Mulher

Especial de Páscoa

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

artesanato bolo de cenoura bolo de chocolate cabelos curtos cortes de cabelo emagrecer enfeites de natal lembrancinhas chá de bebê maquiagem moda verão 2014 orgasmo pensão alimentícia penteados penteados para madrinhas posições de sexo posições sexuais unhas decoradas vestidos