Profissões que exigem esforço físico podem causar lesões

qua, 18/05/2011 - 11h19

Profissões que exigem esforço físico podem causar

Mulher carteira. Foto/Reprodução Blog Flor da Pele

Grandes esforços físicos demandados por alguns profissionais podem ser prejudiciais à saúde. E as mulheres estão cada vez mais atuantes em todos os campos de trabalho. O carteiro, por exemplo, anda muitos quilômetros diariamente para realizar sua função. Também corre atrás do pão, literalmente, o coletor de lixo, a diarista, vendedores, entre outras profissões.

Algumas trabalhadoras poderiam ser comparadas a maratonistas por conta das longas distâncias que percorrem ou dos esforços físicos realizados por elas. Essas profissões exigem tanto esforço quanto o treinamento de alguns atletas, merecendo atenção e cuidados específicos para evitar lesões e dores musculares.

O Ministério das Comunicações do Brasil afirma que para entregar correspondências em todo o País, os 55 mil carteiros dos Correios andam o equivalente a 280 mil quilômetros por dia, aproximadamente 5 km. E cada carteiro carrega uma bolsa cheia de correspondências. Os coletores de lixo percorrem longas distâncias todos os dias levando materiais pesados.

A pesquisa "Dor no Brasil", realizada pela Pfizer, afirma que 23% dos brasileiros sofrem com dores lombares. A dor nas costas é ainda considerada a mais prejudicial à atividade profissional para 42% dos entrevistados.

As lesões que mais afetam os esportistas e os profissionais são de esforço repetitivo, como a lombalgia, que atinge pessoas que andam muito ou carregam peso em excesso, sobrecarregando a coluna. "Existe uma série de fatores de risco que podem aumentar as chances de uma pessoa ter lombalgia como a genética, sedentarismo, má postura, excesso de peso, entre outros", afirma Rogério Teixeira da Silva, doutor em ortopedia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

No caso de dor é importante procurar um médico para um diagnóstico correto. "Essa enfermidade pode ser identificada pelas dores que afetam a região inferior da coluna vertebral, com intensidade progressivamente aumentada e agravada pela mobilidade, além das contrações musculares", completou o especialista.


Alguns exercícios podem ajudar no tratamento das dores lombares como pilates e yoga, ou até mesmo atividades como fisioterapia e RPG, que buscam a correção postural do paciente e auxiliam na diminuição da lombalgia. Mas se o problema não for resolvido ou estiver em fase avançada, são utilizados medicamentos como anti-inflamatórios.

Por Catharina Apolinário

NENHUM COMENTÁRIO NO VILACLUB

Comente!

Especiais VilaMulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

drenagem linfáticaemagrecermusculaçãotriglicéridesdietadieta dukandieta detoxzumba