TOC, a doença das manias.

Seg, 11/02/2008 - 10h26

mulher lavando as mãos toc

Lavar as mãos várias vezes ou se preocupar com a limpeza da casa por diversas vezes: esses podem ser alguns dos sintomas do TOC, o transtorno obsessivo compulsivo, mal que se tornou mais conhecido depois que Roberto Carlos, Jô Soares, Luciana Vendramini e outras personalidades confessaram sofrer do distúrbio.

O paciente com TOC sofre com medos, pensamentos irracionais e repete atos. A psiquiatra Ana Gabriela Hounie explica que a principal característica da doença é a presença de obsessões: imagens, impulsos ou pensamentos que invadem a mente e que são acompanhados de ansiedade ou desconforto.

Publicidade

De uma maneira geral, a partir do momento em que simples manias atrapalham a rotina da pessoa, talvez seja um sinal do distúrbio.

É o caso da veterinária Carina Montanha, de 37 anos, que sofre da doença desde os oito. "Quando era mais nova, costumava arrumar gavetas, armários, livros e sempre me achei uma pessoa organizada. Nunca passou pela minha cabeça que eu fosse uma pessoa doente. Com o tempo, passei a seguir um ritual para limpar meu quarto, que demorava quatro horas”. Como não sabia exatamente o que acontecia, ela resolveu procurar ajuda.

Com Carmem Fontes não é muito diferente. “Eu não dormia sem estar com o mesmo pijama todas as noites. Achava que, se eu não o colocasse, algo de ruim aconteceria na minha vida. Também passava cinco vezes o xampu nos cabelos, consultei-me com psicólogos e psiquiatras até chegar ao diagnóstico de transtorno obsessivo compulsivo”, afirma.

Segundo especialistas, essas obsessões geradas por pensamentos estranhos são ações criadas pelo doente para “trazer alívio”. A psiquiatra Ana Hounie diz que o paciente tenta 'neutralizar' a situação de mal-estar com um comportamento diferente, que não faz sentido para os outros.

Geralmente, os primeiros sintomas aparecem por volta dos 14 ou 15 anos de idade nos pacientes do sexo masculino e na faixa dos 25 aos 35 anos no feminino. Porém, o transtorno obsessivo compulsivo também pode ter início na infância.

O primeiro passo para a pessoa vencer a doença é aceitar que algo está errado. “A pessoa que sofre de TOC tem vergonha das suas atitudes e angústias. Isso acaba se tornando um incômodo. É essencial ter compreensão, principalmente dentro de casa para superar", diz Ana Hounie.

Atualmente, a maneira mais eficaz de controlar o mal é com o consumo de antidepressivos - que elevam os níveis de serotonina -, terapia comportamental ou cognitiva, psicoeducação e apoio familiar. "Esses recursos atenuam os sintomas, mas a melhora tende a ser demorada. Não podemos dizer que há cura. É uma questão de tratamento e controle. Se a pessoa se controla, melhora. Caso contrário, não", avisa a psiquiatra.

Fonte: MBPress

111 comentários no Vilaclub

Comente!
Gyulherme Gyulherme
Qua, 02/07/2014 - 20h36 - reportar abuso

Acho que tenho isso , toda hora fico me olhando no espelho , é de 5 em 5 minutos

responder ao comentário
Luara Luara
Qua, 09/04/2014 - 04h44 - reportar abuso

Convido a todos que tenham Facebook a participar do grupo sobre TOC https://www.facebook.com/groups/transtornoobsessivocompulsivo/ é um grupo de ajuda aos portadores, onde poderão tirar duvidas e conversar com outras pessoas que sofrem do mesmo. O grupo é fechado nenhum amigo seu saberá que você participa dele. Obrigada.

responder ao comentário
hugo hugo
Qui, 06/02/2014 - 01h30 - reportar abuso

sou homem e acho q tenho isso, nao tenho muitos costumes, ou se tenho nao percebo, mais tenho tds esses sintomas, ja procurei me tratar mais nao sentia resultado, so uma pessoa muito estressada qualquer coisa me estressa, me sinto muito mal com isso pq acabo fazendo mal as pessoas q estao ao meu lado

responder ao comentário
Francis Francis
Seg, 09/12/2013 - 16h01 - reportar abuso

Infelizmente sofro disso há mais de 5 anos, é muito triste pois minha família não entende e me acha um louco só por eu fazer coisas repetitivamente, é muito triste ja tentei largar, mas infelizmente é uma coisa minha se eu parar eu fico com uma sensação ruiim que posso acontecer comigo ou algo ao redor de errado tipo alguma tragedia... queria muito poder largar essa doença e me curara pois não aguento mais minha vida é sofrer bulling e chorar. quero muito ajuda.

responder ao comentário
Mila Mila
Ter, 19/11/2013 - 14h20 - reportar abuso

Eu sinto há algo de errado comigo, acho que tenho TOC! Passei por um período muito difícil no ano passado, com o nascimento do meu 1º filho, muita alegria mas, fui tomada pela depressão pós-parto e acredito que tbm tive psicose pós-parto pois, não suportava que ninguém pegasse nele, passava lenço umedecido no corpo dele depois de alguém tocá-lo, tinha muito medo de doenças, me isolei e tenho até hj alcool e gel na minha casa. As coisas melhoraram um pouco, após 08, 09 meses a depressão foi passando (enfrentei-a sozinha, sem medicamentos, sem profissional e sem apoio) na verdade, as pessoas diziam que eu tinha era " muita frescura", enfim, as coisas melhoraram um pouco mas...Há uns meses (mais ou menos 03 meses para cá) percebo que comecei a ter manias estranhas...Varrer a casa 2 a 3x por dia nos finais de semana e, durante a semana quando chego do trabalho que vejo a bagunça da casa me falta até ar! Começo a organizar tudo, minha cabeça começa a reproduzir pensamentos incessantemente enquanto começo os rituais, fica passando um flash de todas as coisas pendentes que ainda estão por fazer, dá até um nó na garganta de tanta angústia e, não consigo deixar para depois, parece que é fracasso adiá-las! Outra coisa, não consigo mais quebrar a rotina! É , até nos finais de semana eu tenho hora pra tudo! Sério! Tenho hora pra acordar, até que hs devo tomar café, até que hs devo tomar banho, até q hs devo almoçar...Parei pra pensar que estou ficando mesmo doente porque nem feriado prolongado me faz relaxar...Começo a ver as fotos das pessoas com cabelos desarrumados e logo penso: Que coisa ridícula, como ela pode estar sorrindo na foto com um cabelo deste jeito? Se fosse eu, nem sairia de casa, só depois de estar toda impecável!Tenho preocupação excessiva com meu peso ( não é anorexia, gosto de comer!) Mas, td regrado, com dia pra comer doce, ou ir além nas calorias! Percebo que estabeleci um ritual pra viver, sem opção de desligar, sem off, sem pausa!

responder ao comentário
Rafitha Rafitha
Sex, 25/10/2013 - 16h38 - reportar abuso

rabalho em uma loja de colchão,apenas eu e mais um rapaz, então transita sempre pessoas na loja,dou uma geral na parte externa duas vezes ao dia,mas em compensação a parte interna está sempre suja... pois já expliquei antes,trabalho com um homem e homem na maioria das vezes está sempre fazendo bagunça e sujeira,e esse em especial,sempre muito agitado, não para quieto e está sempre comendo,então vai imaginando o que chamo de sujeira. então,não consigo mesmo ficar na sujeira,aí ele fala que tenho toque. Daí eu venho a explicar a ele que toque é muito diferente do que ele pensa. Toque é quando você limpa o que já está limpo.T

responder ao comentário
Rafitha Rafitha
Sex, 25/10/2013 - 16h25 - reportar abuso

Trabalho em uma loja de colchoes,apenas eu e mais um, loja de piso claro,muitas pessoas entrando e saindo,fora que meu companheiro na maioria das vezes está sempre agitado,então sempre comendo,ou mexendo em algo,consertando ferro de passar,entornando água no chão,quando almoça a comida vai sempre ao chão,como sou mulher,nunca me senti bem em lugar sujo,então de vez enquando,passo uma geral na loja,aí ele fala pra mim que tenho toque. Não vejo isso como toque. Pra mim,toque é quando a pessoa limpa repetidamente o que já está limpo.

responder ao comentário
Hanna Hanna
Sex, 06/09/2013 - 23h06 - reportar abuso

Pra min , ter essa doença é a única maneira de explicar as minhas angústias, se eu toco uma vez em algo ou em algum lugar , eu tenho que tocar umas três ou quatro vezes, até eu parar de me incomodar,todo dia antes de dormir eu vou ao banheiro , me olho no espelho e faço uma pose na frente dele , e repito passo a passo tudo que fiz dez de que entrei no banheiro e repito mais de uma vez , quando vejo um par de chinelos tortos na porta do quarto eu alinho eles perfeitamente , muitas vezes que passo por algum lugar sinto que tenho que voltar alguns passos e repiti-los e depois de várias vezes ter feito isso eu concigo andar naturalmente , mas com isso na cabeça!! É horrível , minha mãe fica brigando comigo se me vê fazendo, mas não concigo controlar ,acho que preciso de ajuda , muitas vezes também não concigo dormir por saber que não alinhei as coisas perfeitamente como deveriam ser feitas, daí eu levanto da cama e faço tudo de novo , é entranho ... Eu só tenho 14 anos , mas isso não é de agora , é de bem antes.

responder ao comentário
ingrid ingrid
Sex, 30/08/2013 - 14h41 - reportar abuso

eu acho q sofro disso ..fico olhando se a porta esta trancada varias vezes se a luz esta apagada ..bem nao confio no que fasso por isso foco conferindo tudo varias vezes e por muito tempo...

responder ao comentário
ana karolina ana karolina
Sex, 23/08/2013 - 18h53 - reportar abuso

Eu acho que sofro disso, já pedi para ir no medico mais meus pais acham bobagem,,,, bom eu tenho 11 anos!!! nao sei rsrsrs

responder ao comentário
Veja mais comentários

Especiais Vila Mulher

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

50 tons de cinza beyoncé 50 tons de cinza cortes de cabelo emagrecer posições sexuais
X
Xô, depressão!
Xô, depressão! Veja aqui por vilamulher