Crianças podem pintar as unhas?

Ter, 28/09/2010 - 09h46

Crianças podem pintar as unhas

Linha infantil da Impala

Meninas querem se tornar adultas cada vez mais cedo. Se antigamente elas apenas pegavam emprestado os sapatos das mães e andavam pela casa, hoje em dia elas já encontram marcas exclusivas com reproduções das peças dos adultos, usam a maquiagem própria e querem ainda pintar as unhas, assim como a pequena Suri Holmes.

Publicidade

Conforme a dermatologista Sara Bragança, membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, certo mesmo seria que a criançada começasse a usar esmaltes a partir dos sete anos. É quando o sistema imunológico já está mais ‘fortalecido’, evitando assim riscos maiores de alergias. Mas como isso não é possível, a recomendação é pelo menos adotar esmaltes hipoalergênicos ou específicos para crianças. "Esses são à base de água e não necessitam de removedores ou acetona para serem retirados. Além de não possuírem solvente, o que os tornam com o cheiro mais neutro, são livres de substâncias tóxicas, evitando assim qualquer toxicidade oral, caso a criança coloque a mão na boca e ocorra a ingestão acidental do esmalte", destaca a dermatologista.

Aqui no Brasil, a Impala possui uma linha exclusiva para as meninas feita apenas com componentes aprovados para o uso em crianças. De fora podem ser comprados pela internet os vidrinhos da Piggy Paint, marca exclusiva para crianças e adolescentes, cheia de cores específicas para elas, criada por uma mãe de duas meninas apaixonada por esmaltes. Cada um custa em média 8,99 dólares. Mas se você adicionar os custos de frete, o valor fica quase o dobro, 15 dólares, em média 25 reais. A linha tem até removedor de esmalte sem solventes, com Aloe Vera e Vitamina E, que protege unhas e cutículas. A Priti NYC também tem uma coleção exclusiva para crianças, chamada de Princess, com opções de tons pastéis e cintilantes. Os produtos são atóxicos e sem cheiro.

Caso as meninas tenham mania de roer as unhas, Sandra lembra que nem sempre os esmaltes com sabor amargo são eficazes, eles devem ser usados sempre com a recomendação de um médico antes. "O mais importante é manter as unhas bem cuidadas, pois o ato de roer começa com as famosas ‘pelezinhas’". E também buscar ajuda do próprio pediatra ou psicólogo, pois muitas vezes o ato de roer as unhas (onicofagia) é uma forma de alívio para transtornos de ansiedade e inseguraça.


Quando elas começarem a freqüentar o salão junto com você é indicado levar o próprio kit com palito, lixa e alicate, segundo a dermatologista Annia Cordeiro Lourenço. "As manicures não devem empurrar ou retirar as cutículas, pois ela funciona como uma proteção contra a entrada de bactérias, fungos e etc. Isso porque as crianças têm contato com a sujeira o tempo todo e a cutícula é uma proteção contra essas sujeiras". Uma boa pedida é sempre levar mais de um esmalte, pois ela vai se vislumbrar com as opções de cores no salão e acabará insistindo para usar os esmaltes comuns.

Por Juliana Lopes

1 comentário no Vilaclub

Comente!
Cristiane Cristiane
Sex, 06/04/2012 - 20h19 - reportar abuso

Maravilha !

responder ao comentário

Especiais Vila Mulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

50 tons de cinza beyoncé 50 tons de cinza casamento
X
Adaptação das crianças na escola
Adaptação das crianças na escola Veja aqui por vilamulher