Descobri que meu filho roubou, o que fazer?

Descobri que meu filhos roubou o que fazer

Uma das situações com que muitos pais se deparam na primeira infância é o aparecimento de pequenas coisas, como canetas ou brinquedos, que normalmente são justificados pelos filhos como presentes. Mas como saber se a criança realmente ganhou ou se roubou do amiguinho. Pior, como lidar com essa situação? Antes dos 6 anos, a criança rouba inconscientemente. Egocêntrica por natureza, acredita que seja normal fazer o que tiver vontade: se gosta de algum objeto, basta pegá-lo.

A personalidade do indivíduo está em plena construção, pois o pequeno ainda não sabe exatamente diferenciar o certo do errado. Cabe aos pais ensinarem os conceitos morais e as regras de convívio em sociedade para os filhos, através de bons exemplos e com algumas lições.

A psicóloga Ana Cássia Maturano afirma que os pais devem ter uma política clara em relação à desonestidade das crianças: não devem exigir confissões, nem fazer perguntas que dêem oportunidade a novas mentiras. Porém, ignorar não é a melhor saída.

O ideal é a conversa franca e o diálogo aberto. "Se você tem certeza que seu filho tirou R$ 10,00 da sua carteira, não pergunte se ele mexeu na sua carteira. Diga-lhe com firmeza que você sabe que ele pegou o dinheiro, peça de volta e explique que ele deve pedir quando precisar", explica a especialista.

Segundo a especialista, é importante não fazer perguntas quando já se sabe as repostas. Ao se sentir acuada, a criança pode criar uma nova mentira, aumentando o risco de uma reação agressiva por parte do adulto, que, naturalmente, fica nervoso com a situação.

"Alguns pais, confusos quando o filho nega o roubo, reagem insultando-o de ladrão ou mentiroso. Uma reação tranquila, porém firme, leva a criança a confiar no adulto e a aprender que não tem necessidade de mentir. Além disso, é importante que se crie, com a criança, uma forma de repor aquilo que pegou", conclui a especialista.


A atitude também pode ser uma forma da criança chamar a atenção dos pais para algo que não está bem, que pode estar com problemas. A conversa sincera, para deixar claro para os filhos as consequências do roubo, é a melhor medida para enfrentar a situação.

Por Carmem Sanches

Assuntos relacionados: criança educação pais roubo bons exemplos

Comentários

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Últimas

Top Temas

casamentogravidezsexoorgasmo femininoemagrecermaquiagempenteadosansiedadedietacortes de cabeloamamentaçãoinício das aulaspartobolo de cenouraformaturadecoração para festa infantilauxílio maternidadedecoração para quartopensão alimentícia