Filhos homens são preferidos das mães?

sex, 17/12/2010 - 10h20

Filhos homens são preferidos pelas mães

A história de que as mães preferem, ou pelo menos são menos duras, com os filhos homens é antiga. E um estudo britânico, do site Netmums, feito com 2.672 mães, mostrou que há sim alguma verdade nisso. De acordo com o resultado, as chances de uma mãe ser mais dura com a menina do que com o menino é duas vezes maior e, apesar de mais da metade achar essa distinção errada, 21% repreende mais as meninas.

A psicóloga especialista em educação Fernanda Araujo Cabral, explica que a suposta preferência das mães pelos filhos é analisada pela psicanálise com a teoria do Complexo de Édipo. Trazendo a teoria ao cotidiano, a explicação seria que os filhos encontram seu complemento nas mães e por isso esforçam-se para agradá-la e conquistá-la, imitando o pai para conseguir o papel e a parceria que este tem no relacionamento pai e mãe. O mesmo vale para as meninas em relação aos pais. A diferença no tratamento da mãe com o filho é uma resposta a isso. "Como exemplo recordo-me da fala de um menino em situação terapêutica em que ele fala sobre ter tirado más notas na escola e temer a bronca que levaria do pai. Quando questionei sobre a postura da mãe ele disse que a mãe também ficaria brava, mas que ele sabia como agradar a mãe e fazer com que ela ficasse menos brava".

Porém, Fernanda detalha que não é tão simples generalizar com teorias, além disso o estudo indica somente que a mãe tende a repreender menos filhos meninos. Ela explica que diferenças no tratamento que os pais dão para os filhos são naturais, saudáveis e importantes para o desenvolvimento da personalidade nas crianças. "A igualdade na relação com os filhos não ocorre nem entre filhos de sexo oposto e nem entre filhos do mesmo sexo, pois cada criança vai desenhando uma personalidade diferente". Outro exemplo de exigência diferenciada tem a ver com filhos mais velhos serem mais exigidos que os filhos mais novos porque os pais temem mais errar.

No caso da diferenciação por causa do sexo, Fernanda conta que existem dois fatores marcantes que geram alguma diferença no tratamento. Um deles é social, já que historicamente existe a exigência de que as mulheres sejam mais caprichosas, atentas, tenham melhores notas na escola e bom comportamento. "Assim as mães tendem a cobrar mais tais comportamentos de suas filhas, tornando-se menos exigentes com os meninos". E o outro é projetivo, que se explica com o fato de que por serem do mesmo sexo e assim ter maior identidade com o histórico de vida da menina, as mães tendem a projetar suas frustrações na filha, exigindo que elas conquistem tudo aquilo que a mãe não conseguiu. "Também por julgar entender o que as meninas passam, as mães tendem a se comparar e acreditar que ‘se eu podia fazer, minha filha também poderá’".

Mas a relação entre mãe e filha não é só cobranças, por outro lado é normal haver maior cumplicidade e empatia. "Mãe e a filha se identificam no gosto por brincadeiras, no gosto por roupas ou maquiagens e até mesmo na busca ou preferência por ídolos. Já que os filhos do mesmo sexo têm a tendência imitar e se identificar com o comportamento do pai ou da mãe, é importante ressaltar e valorizar essa característica na relação, pontuando o companheirismo".


No caso de famílias com meninos e meninas em que há a reclamação de preferência, o mais importante é deixar claro que as relações se estabelecem de maneiras diferenciadas e não diz respeito a gostar mais ou menos, com o objetivo de evitar mágoas. "É claro que vez ou outra surgirão reclamações características de "ciuminho" e isso faz parte de qualquer relacionamento, nada que não se resolva com um pouco de mimo, que de vez em quando, faz bem para todo mundo".

Por Larissa Alvarez

20 comentários no Vilaclub

Comente!
Lindalva Cordeiro
ter, 14/01/2014 - 16h27 - reportar abuso

Sempre achei que teria três filhos do sexo masculino, inclusive já havia até escolhido os nomes. O primeiro foi um menino, na segunda gravidez achei que seria menino, mas quando fiz a ultra-sononografia e o médico falou com 100% de certeza que seria uma menina, senti a maior felicidade da minha vida, queria sair gritando, falando para todo mundo. Depois que ela nasceu, então, era só felicidade, linda, sorridente, bebê de encher colo. Depois tive outro menino, amos meus três filhos. Todavia, por ela ser menina e ser a minha cara, temos uma empatia, um entrosamento, por isso, digo é bom demais ser mãe, de menina e de menino, o amor é o mesmo, mãe não pode ter preferência, mas dizer que ter menino é melhor que menina não é, depende do amor que tem para dar

responder ao comentário
João Augusto
sex, 13/12/2013 - 03h15 - reportar abuso

eu queria muito ter uma menina acho tão linda uma menina quando cresce. e os meninos são muito irresponsaveis vão toma no cu machista eu sou homem e não sou machista independente do sexo em primeiro lugar nos somos todos seres humanos

responder ao comentário
mariana mello dos santos
qua, 23/01/2013 - 14h10 - reportar abuso

Eu não quero filho homem. Se eu engravidar 15 vezes, espero que venham 15 meninas. Tenho nojo dessa maldita cultura do falo. Se Deus realmente me ama, o único homem na minha casa será o meu marido.

responder ao comentário
José Kosta
seg, 18/06/2012 - 08h02 - reportar abuso

Geralmente a menina também dá mais trabalho, para cuidar. Você tem que ter uma atenção e dedicação, cuidado maior, e o trabalho que me refiro é em termos de arrumar para a menina ficar bonita, é pregador de cabelos essas coisinhas todas, cuidar dos cabelos da menina, ou seja tem que ter muito cuidado com uma menina, sab o menino já nem tanto, não desmerecendo, mais não precisa você ter que ficar secando cabelo. Não que isso justifique, mais ainda pode ser pelo fato da rivalidade entre mulheres como muitas citaram. Mais isso é muito relativo. Mais também toda familia que se presa quer ter um homem na familia. Tem casas que tem só mulher e todas adorariam ter um filho, ou desejam um neto homem, mais nem sempre vem. Pois não é qualquer homem, que sab fazer filho homem. Filha mulher qualquer marmanjo sabe fazer.

responder ao comentário
Thayse
ter, 29/01/2013 - 12h11 - reportar abuso

Ridículo seu último comentário! Filha mulher qualquer marmanjo faz? De onde tu tirou isso? Você misógino meu filho? Precisa rever seus conceitos, não é questão de fazer ou escolher o sexo do bebê, pra você que não sabe, ou não deve ter estudado ciências, Os espermatozoides feminino é fraco porém resisti mais tempo dentro do canal vaginal, e o masculino é rápido porém logo não resisti e acaba "morrendo". Você é muito machista cara, tenho nojo de pessoas como você.

José Kosta
qua, 23/01/2013 - 16h58 - reportar abuso

Não posso dar minha opinião ?? que já sou chamado de querer ser o melhor. Onde você leu isso.???

alessandra
seg, 25/06/2012 - 11h08 - reportar abuso

e todo homem sai da barriga de uma mulher! então não se ache o melhor!!!

Larissa
ter, 07/02/2012 - 14h52 - reportar abuso

Sou filha mulher e tenho dois irmãos homens. Pelo que notei aqui, muita gente acha que é besteira esse negócio de mãe preferir filho homem, mas aposto que são pessoas que não passaram por essa situação. Em casa eu vivo esse "drama", meu irmão só faz coisas "sem noção", é super irresponsável, e não importa o que ele faça de errado comigo, minha mãe sempre cai em cima de mim. E quando digo à ela sobre a diferença, pode esperar que vem xingo. Pra ela é tudo coisa da minha cabeça, um "absurdo"... Sem contar o machismo por parte dela! Nem meu pai é machista como ela. Eu tenho nojo disso.

responder ao comentário

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

casamentogravidezsexoorgasmo femininoemagrecermaquiagempenteadosansiedadedietaamamentaçãoinício das aulaspartobolo de cenouraauxílio maternidadedecoração para quarto