Técnicas para amenizar a cicatriz da cesárea

Ter, 18/05/2010 - 05h00

Técnicas para amenizar a cicatriz da cesárea

É fato que o parto normal é melhor para o bebê e para a mãe. Mas, mesmo assim, muitas mulheres precisam (ou optam mesmo) pela cesariana. Fora toda a recuperação mais complicada, um dos problemas desse tipo de cirurgia é a cicatriz.

Publicidade

No entanto, não há motivo para grandes preocupações. "A maioria das chances é que a cicatriz fique ótima, especialmente após 12 meses do parto, pois hoje os médicos têm como uma de suas prioridades o resultado estético da cirurgia", afirma a dermatologista Ligia Kogos.

A especialista explica que o método utilizado para fechar o local aberto durante a cirurgia geralmente é eficaz. "Os pontos feitos com fio fino e delicado, na maior parte dos casos, passam por dentro da pele, o que chamamos sutura intradérmica. Para retirá-los cerca de uma semana ou 15 dias depois, o obstetra apenas puxará uma das pontas".

Mas mesmo com os avanços da medicina e um obstetra cuidadoso, a nova mamãe pode ter certas complicações estéticas. "Em algumas pacientes, dependendo da propensão do organismo, a cicatriz da cesárea pode inflamar e se tornar um quelóide ou uma cicatriz hipertrófica", explica Rubens Penteado, cirurgião plástico e diretor do Centro de Medicina Integrada, em São Paulo.

A cicatriz hipertrófica é apenas um engrossamento da cicatriz comum, enquanto o quelóide, menos comum, é uma cicatrização volumosa que às vezes ocorre em algumas partes do corpo, como barriga, tórax, braços e lóbulos da orelha. "O quelóide pode surgir espontaneamente ou após uma lesão tecidual decorrente de trauma ou infecção. Algumas vezes, um eventual fator desencadeante pode passar despercebido. É mais comumente observado nos negros e orientais, embora também possa aparecer na raça branca", fala o médico.

Para tratar esta cicatrização volumosa, orienta Ligia, tentam-se primeiramente pomadas ou cremes à base de corticóides. "Se não houver melhora, faz-se infiltração delicada com agulhas finíssimas de um coquetel de substâncias que fazem com que a cicatriz volte ao normal, mesmo que já haja decorrido muito tempo".

Depois de 12 meses, a mamãe conta ainda com outras substâncias que ajudam a "apagar" a incômoda cicatriz, como aponta Rubens. "O ácido retinóico, bem como outras substâncias podem, através de um peeling local, ajudar na melhora da cicatriz, sempre sob a orientação de um dermatologista".

Problemas como aquela "barriguinha" provocada pelo afundamento da pele na área da cicatriz podem ser resolvidos com recursos modernos como as injeções de ácido hialurônico (Surgiderm, Juvederm, Restylane) que tornam o relevo homogêneo e ainda estimulam a produção de colágeno na pele profunda. "Introduzindo a agulha sob a cicatriz, os dermatologistas "quebram" a fibrose que repuxa a pele da área", explica a dermatologista Ligia.

Ela também cita aparelhos como o Starlux, que alia radiações luminosas pulsadas e ablativas e é usado em tratamentos à base de luzes e de laser, quando ainda sobra uma linha que incômoda ou se visualizam vasos avermelhados no fundo da cicatriz.

Após a cesariana, alguns cuidados são importantes para evitar qualquer complicação. É indicado, por exemplo, que a paciente continue usando uma fita de micropore ou silicone sobre a cicatriz nos 30 dias que sucedem a retirada dos pontos. Isso diminui a tensão na região e evita o desenvolvimento de cicatrizes hipertróficas e quelóides.

Outra dica é evitar a exposição ao sol, pois os raios solares estimulam a irritação da cicatriz. Se for necessário pegar um solzinho, "o uso de filtro solar de pelo menos FPS 15 é fortemente recomendado, não só nas moças claras, mas especialmente nas morenas, mulatas e orientais, que podem desenvolver pigmentação escura na cicatriz se esta for exposta precocemente ao sol", diz Ligia.

Mas ainda que a paciente tome todos os cuidados direitinho, ela deve lembrar que uma cicatriz nunca desaparece, porque é uma resposta do organismo a uma agressão sofrida. "Ocorre que algumas pessoas desenvolvem cicatrizes de tão boa qualidade que são pouco perceptíveis", finaliza Rubens.

Hoje o Brasil é o país que mais realiza cesarianas através de planos de saúde. Segundo a Agência Nacional de Saúde (ANS), 85% dos partos feitos por meio da rede particular foram cesáreos. Considerando também a rede pública (que isolada somaria o percentual de 26%), em 2008 as cesáreas em nosso país representaram 40% de todos os partos. Os percentuais são bem elevados se comparados ao índice estabelecido pela ANS, de apenas 15%.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Leia Também

5 comentários no Vilaclub

Comente!
hkprlmptx hkprlmptx
Dom, 24/11/2013 - 00h25 - reportar abuso

VilaMulher - Técnicas para amenizar a cicatriz da cesárea
hkprlmptx http://www.g6m8xajh6c2531l940c2w165o60axonws.org/
uhkprlmptx
<a href="http://www.g6m8xajh6c2531l940c2w165o60axonws.org/">ahkprlmptx</a>

responder ao comentário
ANA REGINA ANA REGINA
Qua, 22/08/2012 - 20h01 - reportar abuso

Vai um conselho para todas as mulheres, Cesaria, só em último caso. Opte por aquilo que faz seu coração vibrar. ..

responder ao comentário
Marci Marci
Qua, 16/05/2012 - 16h13 - reportar abuso

Eu fiz duas cesárias e fiquei com fibrose acima do corte. Minha esteticista disse que com massagem sai, mas dói muito. Tem algum outro jeito de recuperar essa região e curar essa fibrose?

responder ao comentário
rosa rosa
Ter, 20/09/2011 - 10h54 - reportar abuso

porque a minha cesaria depois de 4 anos esta vermelha e sai um liquido alguem poderia me explicar

responder ao comentário
Sáb, 30/10/2010 - 15h14 - reportar abuso

Olá!

Me chamo Sabrina,tenho 30 anos,casada a tres anos e tenho uma cicatriz de cesárea rsrs...
Adorei a mátéria,sempre me importei muito com meu corpo e hoje sofro por estar com essa cicatriz horrível!
As vezes até choro escondido de meu marido,hoje não tenho nem coragem de me despir na frente dele.
Tive minha bebezinha dia 5 de setembro,então ainda é tudo muito novo para mim,é minha primeira filha!
Não pude te-lá com o parto normal,que era minha opção,pois eu tive pré-eclampsia então fizeram a cesárea.Sempre quiz o parto normal para não ficar com essa cicatriz.
Hoje isso já está afetando meu casamento,meu marido não viu a cicatriz até agora porque tenho medo que ele a veje e perca seu interesse sexual por mim!
Infelizmente ,só passa esse tipo de pensamento em minha cabeça.
Fico muito triste por isso e acabo ficando mal humorada e muito chata por não poder usar mais os tipos de lingerie que eu usava antes,biquínis,é muito ruim ficar assim pois sempre fui uma pessoa muito bem humorada e sempre gostei de meu corpo,tudo para mim era cuidar de minha forma física em primeiro lugar,sou muito vaidosa e agora ando até meio desanimada,nem tenho mais muita vontade de me cuidar,ficar bonita sabe??
Minha maior recompensa é essa princesinha que Deus me deu!
Mas agora vendo essa matéria e sabendo que existem recursos para amenisar essa cicatriz fico mais aliviada e mais motivada a cuidar novamente de meu corpo!
Obrigada pela matéria!! Olá! Me chamo Sabrina,tenho 30 anos,casada a tres anos e tenho uma cicatriz de cesárea rsrs... Adorei a mátéria,sempre me importei muito com meu corpo e hoje sofro por estar com essa cicatriz horrível! As vezes até choro escondido de meu marido,hoje não tenho nem coragem de me despir na frente dele. Tive minha bebezinha dia 5 de setembro,então ainda é tudo muito novo para mim,é minha primeira filha! Não pude te-lá com o parto normal,que era minha opção,pois eu tive pré-eclampsia então fizeram a cesárea.Sempre quiz o parto normal para não ficar com essa cicatriz. Hoje isso já está afetando meu casamento,meu marido não viu a cicatriz até agora porque tenho medo que ele a veje e perca seu interesse sexual por mim! Infelizmente ,só passa esse tipo de pensamento em minha cabeça. Fico muito triste por isso e acabo ficando mal humorada e muito chata por não poder usar mais os tipos de lingerie que eu usava antes,biquínis,é muito ruim ficar assim pois sempre fui uma pessoa muito bem humorada e sempre gostei de meu corpo,tudo para mim era cuidar de minha forma física em primeiro lugar,sou muito vaidosa e agora ando até meio desanimada,nem tenho mais muita vontade de me cuidar,ficar bonita sabe?? Minha maior recompensa é essa princesinha que Deus me deu! Mas agora vendo essa matéria e sabendo que existem recursos para amenisar essa cicatriz fico mais aliviada e mais motivada a cuidar novamente de meu corpo! Obrigada pela matéria!! Olá! Me chamo Sabrina,tenho 30 anos,casada a tres anos e tenho uma cicatriz de cesárea rsrs... Adorei a mátéria,sempre me importei muito com meu corpo e hoje sofro por estar com essa cicatriz horrível! As vezes até choro escondido de meu marido,hoje não tenho nem coragem de me despir na frente dele. Tive minha bebezinha dia 5 de setembro,então ainda é tudo muito novo para mim,é minha primeira filha! Não pude te-lá com o parto normal,que era minha opção,pois eu tive pré-eclampsia então fizeram a cesárea.Sempre quiz o parto normal para não ficar com essa cicatriz. Hoje isso já está afetando meu casamento,meu marido não viu a cicatriz até agora porque tenho medo que ele a veje e perca seu interesse sexual por mim! Infelizmente ,só passa esse tipo de pensamento em minha cabeça. Fico muito triste por isso e acabo ficando mal humorada e muito chata por não poder usar mais os tipos de lingerie que eu usava antes,biquínis,é muito ruim ficar assim pois sempre fui uma pessoa muito bem humorada e sempre gostei de meu corpo,tudo para mim era cuidar de minha forma física em primeiro lugar,sou muito vaidosa e agora ando até meio desanimada,nem tenho mais muita vontade de me cuidar,ficar bonita sabe?? Minha maior recompensa é essa princesinha que Deus me deu! Mas agora vendo essa matéria e sabendo que existem recursos para amenisar essa cicatriz fico mais aliviada e mais motivada a cuidar novamente de meu corpo! Obrigada pela matéria!!

responder ao comentário

VILACLUB - O conteúdo da rede do Vila Mulher

Top Temas

50 tons de cinza beyoncé 50 tons de cinza casamento
X
Menino ou menina? Você escolhe!
Menino ou menina? Você escolhe! Veja aqui por vilamulher