Carros parados na avenida Paulista

Viver sem carro parece impossível para quem mora nas grandes cidades. Quem ainda não tem o seu, ganha um empurrãozinho do mercado cheio de financiamentos e facilidades de pagamento. Mas por incrível que pareça existem pessoas que fogem do volante e têm medo de dirigir.

Nós, mulher, somos maioria nesse grupo, a maior parte entre 30 e 45 anos, conforme a pesquisa desenvolvida pela psicóloga Neuza Corassa, especialista em medos e fobias também autora do livro Vença o Medo de Dirigir - Como Superar-se e Conduzir o Volante da Própria Vida (Ed. Gente).

Ao levar as filhas na escolha, Neiva Piloni, de 43 anos, não conseguia sentir as mãos e as pernas, esse foi o sinal de alerta para a engenheira procurar ajuda. “Ao entrar na garagem, o carro se transformava em um monstrinho”, comenta.

Na maioria das vezes, o medo de dirigir não está relacionado com traumas em acidentes, seqüestros relâmpagos ou perda de familiares e pessoas próximas no trânsito, como no caso de Neiva. “Eu tinha medo de atrapalhar o trânsito. Também tinha pavor de uma simples rampinha perto de casa”, explica.

Segundo a psicóloga, o medo ocorre em pessoas extremamente responsáveis, organizadas ou detalhistas. Geralmente são pessoas bem sucedidas com receio de errar e ser desaprovado pelo outro, inclusive no trânsito. Neuza conta que um dos seus pacientes inventava mil desculpas para não ter que dirigir. “Ele até deixava de preencher cupons de concursos de carros para não ter que ganhar”, acrescenta.

Em alguns casos, o medo é tão grande que se transforma em fobia. Entre os sintomas relacionados estão tremedeira nas pernas, transpiração excessiva e taquicardia.

Durante o tratamento, Neiva passou por três etapas que incluíam a análise funcional, fase em que são tratadas as ansiedades, o relaxamento, principalmente muscular para liberar a tensão.

“Também levantamos os principais medos, como, trânsito, manobras e rampas”, explica à psicóloga. Por fim, os pacientes que já tem a carteira de habilitação voltam às ruas com instrutores treinados pela própria psicóloga.

São oito sessões no consultório. O tratamento prático acontece uma vez por semana, de quinze em quinze dias e mensalmente. Tudo é realizado entre três e quatro meses. “Depois disso bastaram quinze dias para eu voltar à minha rotina. Hoje em dia tenho uma ótima relação com o monstrinho (risos)”.

10 dicas para vencer o medo de dirigir

Segundo a psicóloga Neuza Corassa, o medo do volante é o mais comum. Após a trajetória de acidentes com avião durante o ano passado, o pânico de voar foi a segunda razão para as pessoas procurarem o seu consultório. Veja algumas dicas para enfrentar o volante:

1.Procure trabalhar sua respiração. O ansioso respira muito rápido e "curto" - apenas com o tórax e não da forma correta envolvendo também o abdômen.

2.Faça algum tipo de atividade física ou relaxamento muscular, para produzir endorfinas que irão neutralizar a química da ansiedade noradrenalina.

3.Inicie uma aproximação com o carro dentro da garagem. Entre, ajuste o banco, sinta o espaço interno, ligue e desligue o carro.

4.Ainda dentro da garagem, ligue o carro e faça pequenos movimentos para frente e para trás.

5. De voltas no quarteirão em horários sem movimento. Procure ruas tranqüilas e que não tenham crianças.

6.No começo, escolha um ou dois trajetos. Isto evitará ansiedade.

7.Marque em sua agenda, pelo menos duas vezes por semana para praticar o exercício de dirigir. Esta prática deve ser considerada como uma tarefa do dia-a-dia. O hábito diário fará você adquirir confiança.

8.Quando se sentir confiante, inicie trajetos maiores ou que tenham subidas e uma maior quantidade de veículos.

9.Não se assuste com os sintomas da ansiedade que se manifestarão no seu corpo: tremedeira, taquicardia, transpiração. Elas tenderão a diminuir.

10.Dirija inicialmente para você. Não tente provar nada para os outros. Isto diminuirá as expectativas sobre você e baixará a ansiedade.

Fonte -

Vença o medo de dirigir

Neuza Corassa

Editora Gente

Por Juliana Lopes

www.vilamulher.com.br