Renda renascença

Renda renascença

Divulgação

A renda renascença, como toda tendência inspirada no artesanato brasileiro, merece atenção especial e também um pouco de cuidado ao se usar. Ela foi introduzida no Brasil por freiras européias e difundiu-se rapidamente pelo Nordeste, especialmente em Pernambuco, onde tornou-se muito popular em acabamentos de peças de enxoval e também na confecção de camisetas, saias e até vestidos de noiva.

“O que mais admiro em nossos bons estilistas é a capacidade que muitos têm de transformar um produto artesanal em um objeto de desejo luxuoso. Foi o que aconteceu em algumas das principais passarelas nos lançamentos de inverno. A renda renascença estava presente, mas o tecido que foi em sua confecção têxtil, era a seda, por exemplo, modificando por completo o aspecto “folclórico” e interiorano desta renda”, explica consultora de imagem e estilo Bia Kawasaki.

A especialista ainda dá dicas de como usar este tecido e não fazer feio no figurino: “Não indico a ninguém que saia por aí fantasiada de “toalha de mesa”, exceto que esteja na praia ou em Pernambuco, representando a cultura local”. O ideal, segundo a especialista, é saber inserir o charme da renda renascença em produções equilibradas. “Escolha um estilista de sua confiança e se entregue ao seu bom gosto, ousadia e criatividade”, finaliza Bia.

Leia também - Tricô de dedo e outras técnicas - passo a passo!

Fonte - MBPress

 

Comentários

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Últimas

Top Temas

bolsasgravidezsexomoda verãosapatosmaquiagempenteadoscustomizaçãosaiasjeanscortes de cabelobiquínicalcinhablusaspulseirabolo de cenouramoda gordinha