receitas

História das esculturas em frutas e legumes by Cheff Mueller!

A arte de esculpir frutas e legumes começou na China faz aproximadamente mais de 2000 anos, para decorar placas e eventos. No momento em que é feita em maior escala, chega aos restaurantes e grandes celebrações.Na Tailândia esta arte foi importada da China, em 1364, quando uma princesa do palácio decora uma lâmpada flutuante (usada em uma cerimônia tradicional da Tailândia) com as figuras esculpidas nas frutas e nos vegetais. Ao a ver, o rei exclusivamente é tocado e faz esta arte para seu uso na corte. Em 1932, a arte de esculpir frutas e legumes realizava-se de maneira “democrática”, quando o rei se decide a estender para formar professores da escola. Assim, aconteceram em ser mais uma das artes oficiais, como a pintura, a música, a dança, etc.… A diferença entre a China e a Tailândia em esculpir frutas e legumes é a seguinte: os chineses fazem figuras e imagens alegóricas de suas histórias e lendas, visto que os tailandeses fazem flores, principalmente. Baseado nesta maravilhosa e poética história e parte fundamental da gastronomia com registros que ultrapassam os dois mil anos, o Cheff Mueller dá seqüência a esta riqueza cultural apresentando os mais lindos e variados desenhos esculpidos em frutas e legumes. Transformando o ato da alimentação no mais sofisticado dos prazeres, criando sempre formas diferentes com um estilo artesanal inconfundível, presente nos maiores e melhores eventos do Brasil. Visite agora o site das esculturas em frutas e legumes do Cheff Mueller, www.cheffmueller.com.br Leia mais

Genéricos Gastronomicos

Do que adianta, chegar em casa cansada depois de um dia infernal, ou na calada de uma noite “especial”, uma despensa recheada de lata de óleo, sacos de farinha, potes e potes de extrato de tomates e feijão. Nada. Nessas horas – e também naquelas solitárias, um estoque estratégico, com guloseimas leves, generosas, tentadoras e de preparo quase instantâneo, faz a diferença. Para os inimigos do fogão, pacotes de sopas cremosas, de risotos exóticos, e um bom doce de leite caseiro para comer de colherada, cujos preparos só pedem água e microondas, são indispensáveissssssss. Torradas crocantes pinceladas com geléias apimentadas ou patês especiais e também caros fazem bonito. Para os que não tem medo de colocar a mão na massa e sabem o que quer dizer “all dente”, uma italiana, tirada da caixa na hora e incrementada com um molho pronto bem espesso, é uma idéia que sempre surpreende. E por essas e por outras que repito: a despensa de comidinhas, de fútil não tem nada e deve ser provida de vários itens supérfluos por toda dona (o) de casa que se preze. Mas é sobre incrementar pratos prontos que vou falar hoje. Este também é o truque de quem não tem tempo para cozinhar, mas adora comer bem. São dicas simples mesmo para aqueles que não tem a menor idéia do que é fogo lento, ou marinar, e também para quem como eu não tem tempo, mas gosta de comer bem. Envolvida num monte de projetos e sem tempo e nem vontade de ir para a cozinha, é que percebi verdadeiramente o desafio. As refeições passaram a ser um problema muito sério: ninguém agüenta comer na rua todos os dias e apesar de muitas vezes exausta, não gosto da idéia de comer mal. A solução foi apelar para a comida pronta. Mas não tem muito jeito, tudo na cozinha dá trabalho, por isso é sempre bom ter à mão alguns ingredientes “chaves”, para facilitar a vida da gente. Resolvi optar pela comida pronta experimentando variações e acrescentando pequenos “toques”, inventando combinações. A comida perdeu totalmente aquela cara insossa de industrializada e em poucos minutinhos. Se você também anda injuriada e não agüenta mais pedir pizza ou comida chinesa, bem vindo ao clube. Lasanha Pronta: Acomode numa travessa três lasanhas prontas, cubra a travessa com molho pronto a bolonhesa, em seguida coloque uma camada generosa de presunto e outra de mussarela. O efeito é glorioso! O prato rende uns 30% a mais e simplesmente todo mundo achou que eu tinha feito a massa com minhas próprias mãos. Hoje sirvo essa lasanha até quando tenho convidados. A “famosa sopa americana” da lata: Pede mais tempero. Cebolinha, fatias de parmesão, ajuda também a corrigir o sal que falta, salsa desidratada e croutons no final, muda totalmente a sopa e faz a maior diferença. Sopa em pó de pacote: Uma sopa em pó de ervilha, por exemplo, fica com outro sabor se incrementada. Doure a parte pedacinhos picados de baycon num fio de azeite e despeje no final do preparo sob a sopa ainda na panela. O mesmo acontece com a de caldo verde. Basta fritar umas fatias de lingüiça calabresa e adicioná-las no final. Se quiser incrementar ainda mais, despeje minutos antes de apagar o fogo, um pouco de couve picada por cima. Comprada picada, of course! Aliás, todas as sopas de pacote, ficam uma delicia quando acrescentamos temperinhos da nossa preferência. Disco de pizza pronta congelada: Dia desses tinha uma pizza congelada de calabresa no freezer, depois de alguns minutos no forno retirei-a e tive a idéia de adicionar cebolas cruas cortadas em rodelas finas, azeitonas pretas, orégano e azeite, coloquei-a no forno novamente mais alguns minutos, a pizza virou outra coisa - Ficou saborosa, diferente. Macarrão instantâneo: Já viu algo mais sem graça? Porém tudo pode mudar em segundos se enquanto a água ferve você cortar um pimentão e uma cebola pequena em cubos, em seguida uma rápida grelhada em fio de azeite e antes dos quatro minutos indicados na embalagem, escorra com a ajuda de um garfo direto na panela onde estão os legumes grelhados, acrescente uma ou duas colheres de molho shoyo (básico) que também ajuda a corrigir o sal, e assim estará pronto um verdadeiro e quase yakissoba! Capelett “Massas Frescas” Delicioso, quentinho e saboroso Capelett in brodo - a coisa mais fácil de fazer! O segredo do Capelett in brodo está quase todo no caldo. Dá pra usar massa fresca, aquelas que ficam na parte dos lacticínios em geladeira, ou aqueles capelettis de pacotinho, que vendem na sessão onde fica o macarrão. Geralmente é importado - italiano - e com preços variáveis o resultado é surpreendente. Faça um bom caldo (uma base boa é de frango) puxadinho no azeite, com bastante salsinha, cebolinha, pimenta branca e um dente de alho e cozinhe nele o Capelett - 10 12 minutinhos lembrem que o ponto do Capelett é “all dente”. Pronto. Pra servir, polvilhe com um punhadinho de cebolinha bem miudinha e um bom punhado de parmesão ralado um pãozinho italiano para acompanhar e mais nada. Hummmmmmmmmm! Está com saudades de um bom filé? Filé ao molho de Manteiga e Creme de leite. Compre os filés já cortados tempere com sal, pimenta, um fio de azeite e grelhe numa frigideira bem quente. À parte, derreta meio tablete de manteiga e vai mexendo até que ela faz aquela espuma e depois forma tipo uma farinha no fundo da frigideira, coloque em seguida uma caixinha de creme de leite e misture bem. Corrija o sal e coloque os filés numa travessa (sem aquela água que solta) e regue com o molho por cima. Um bom vinho tinto e a sobremesa é surpresa!!! Outra dica: A apresentação da comida é a alma da receita. Servir a sopa de pacote incrementada numa sopeira bacana, a massa numa bela tigela faz toda a diferença também. Alguém tem mais truques?! Um abraço Yvone Pereira Gestão Residencial e Treinamento doméstico Leia mais

Genéricos Gastronomicos

Do que adianta, chegar em casa cansada depois de um dia infernal, ou na calada de uma noite “especial”, uma despensa recheada de lata de óleo, sacos de farinha, potes e potes de extrato de tomates e feijão. Nada. Nessas horas – e também naquelas solitárias, um estoque estratégico, com guloseimas leves, generosas, tentadoras e de preparo quase instantâneo, faz a diferença. Para os inimigos do fogão, pacotes de sopas cremosas, de risotos exóticos, e um bom doce de leite caseiro para comer de colherada, cujos preparos só pedem água e microondas, são indispensáveissssssss. Torradas crocantes pinceladas com geléias apimentadas ou patês especiais e também caros fazem bonito. Para os que não tem medo de colocar a mão na massa e sabem o que quer dizer “all dente”, uma italiana, tirada da caixa na hora e incrementada com um molho pronto bem espesso, é uma idéia que sempre surpreende. E por essas e por outras que repito: a despensa de comidinhas, de fútil não tem nada e deve ser provida de vários itens supérfluos por toda dona (o) de casa que se preze. Mas é sobre incrementar pratos prontos que vou falar hoje. Este também é o truque de quem não tem tempo para cozinhar, mas adora comer bem. São dicas simples mesmo para aqueles que não tem a menor idéia do que é fogo lento, ou marinar, e também para quem como eu não tem tempo, mas gosta de comer bem. Envolvida num monte de projetos e sem tempo e nem vontade de ir para a cozinha, é que percebi verdadeiramente o desafio. As refeições passaram a ser um problema muito sério: ninguém agüenta comer na rua todos os dias e apesar de muitas vezes exausta, não gosto da idéia de comer mal. A solução foi apelar para a comida pronta. Mas não tem muito jeito, tudo na cozinha dá trabalho, por isso é sempre bom ter à mão alguns ingredientes “chaves”, para facilitar a vida da gente. Resolvi optar pela comida pronta experimentando variações e acrescentando pequenos “toques”, inventando combinações. A comida perdeu totalmente aquela cara insossa de industrializada e em poucos minutinhos. Se você também anda injuriada e não agüenta mais pedir pizza ou comida chinesa, bem vindo ao clube. Lasanha Pronta: Acomode numa travessa três lasanhas prontas, cubra a travessa com molho pronto a bolonhesa, em seguida coloque uma camada generosa de presunto e outra de mussarela. O efeito é glorioso! O prato rende uns 30% a mais e simplesmente todo mundo achou que eu tinha feito a massa com minhas próprias mãos. Hoje sirvo essa lasanha até quando tenho convidados. A “famosa sopa americana” da lata: Pede mais tempero. Cebolinha, fatias de parmesão, ajuda também a corrigir o sal que falta, salsa desidratada e croutons no final, muda totalmente a sopa e faz a maior diferença. Sopa em pó de pacote: Uma sopa em pó de ervilha, por exemplo, fica com outro sabor se incrementada. Doure a parte pedacinhos picados de baycon num fio de azeite e despeje no final do preparo sob a sopa ainda na panela. O mesmo acontece com a de caldo verde. Basta fritar umas fatias de lingüiça calabresa e adicioná-las no final. Se quiser incrementar ainda mais, despeje minutos antes de apagar o fogo, um pouco de couve picada por cima. Comprada picada, of course! Aliás, todas as sopas de pacote, ficam uma delicia quando acrescentamos temperinhos da nossa preferência. Disco de pizza pronta congelada: Dia desses tinha uma pizza congelada de calabresa no freezer, depois de alguns minutos no forno retirei-a e tive a idéia de adicionar cebolas cruas cortadas em rodelas finas, azeitonas pretas, orégano e azeite, coloquei-a no forno novamente mais alguns minutos, a pizza virou outra coisa - Ficou saborosa, diferente. Macarrão instantâneo: Já viu algo mais sem graça? Porém tudo pode mudar em segundos se enquanto a água ferve você cortar um pimentão e uma cebola pequena em cubos, em seguida uma rápida grelhada em fio de azeite e antes dos quatro minutos indicados na embalagem, escorra com a ajuda de um garfo direto na panela onde estão os legumes grelhados, acrescente uma ou duas colheres de molho shoyo (básico) que também ajuda a corrigir o sal, e assim estará pronto um verdadeiro e quase yakissoba! Capelett “Massas Frescas” Delicioso, quentinho e saboroso Capelett in brodo - a coisa mais fácil de fazer! O segredo do Capelett in brodo está quase todo no caldo. Dá pra usar massa fresca, aquelas que ficam na parte dos lacticínios em geladeira, ou aqueles capelettis de pacotinho, que vendem na sessão onde fica o macarrão. Geralmente é importado - italiano - e com preços variáveis o resultado é surpreendente. Faça um bom caldo (uma base boa é de frango) puxadinho no azeite, com bastante salsinha, cebolinha, pimenta branca e um dente de alho e cozinhe nele o Capelett - 10 12 minutinhos lembrem que o ponto do Capelett é “all dente”. Pronto. Pra servir, polvilhe com um punhadinho de cebolinha bem miudinha e um bom punhado de parmesão ralado um pãozinho italiano para acompanhar e mais nada. Hummmmmmmmmm! Está com saudades de um bom filé? Filé ao molho de Manteiga e Creme de leite. Compre os filés já cortados tempere com sal, pimenta, um fio de azeite e grelhe numa frigideira bem quente. À parte, derreta meio tablete de manteiga e vai mexendo até que ela faz aquela espuma e depois forma tipo uma farinha no fundo da frigideira, coloque em seguida uma caixinha de creme de leite e misture bem. Corrija o sal e coloque os filés numa travessa (sem aquela água que solta) e regue com o molho por cima. Um bom vinho tinto e a sobremesa é surpresa!!! Outra dica: A apresentação da comida é a alma da receita. Servir a sopa de pacote incrementada numa sopeira bacana, a massa numa bela tigela faz toda a diferença também. Alguém tem mais truques?! Um abraço Yvone Pereira Gestão Residencial e Treinamento doméstico Leia mais

Genéricos Gastronomicos

Do que adianta, chegar em casa cansada depois de um dia infernal, ou na calada de uma noite “especial”, uma despensa recheada de lata de óleo, sacos de farinha, potes e potes de extrato de tomates e feijão. Nada. Nessas horas – e também naquelas solitárias, um estoque estratégico, com guloseimas leves, generosas, tentadoras e de preparo quase instantâneo, faz a diferença. Para os inimigos do fogão, pacotes de sopas cremosas, de risotos exóticos, e um bom doce de leite caseiro para comer de colherada, cujos preparos só pedem água e microondas, são indispensáveissssssss. Torradas crocantes pinceladas com geléias apimentadas ou patês especiais e também caros fazem bonito. Para os que não tem medo de colocar a mão na massa e sabem o que quer dizer “all dente”, uma italiana, tirada da caixa na hora e incrementada com um molho pronto bem espesso, é uma idéia que sempre surpreende. E por essas e por outras que repito: a despensa de comidinhas, de fútil não tem nada e deve ser provida de vários itens supérfluos por toda dona (o) de casa que se preze. Mas é sobre incrementar pratos prontos que vou falar hoje. Este também é o truque de quem não tem tempo para cozinhar, mas adora comer bem. São dicas simples mesmo para aqueles que não tem a menor idéia do que é fogo lento, ou marinar, e também para quem como eu não tem tempo, mas gosta de comer bem. Envolvida num monte de projetos e sem tempo e nem vontade de ir para a cozinha, é que percebi verdadeiramente o desafio. As refeições passaram a ser um problema muito sério: ninguém agüenta comer na rua todos os dias e apesar de muitas vezes exausta, não gosto da idéia de comer mal. A solução foi apelar para a comida pronta. Mas não tem muito jeito, tudo na cozinha dá trabalho, por isso é sempre bom ter à mão alguns ingredientes “chaves”, para facilitar a vida da gente. Resolvi optar pela comida pronta experimentando variações e acrescentando pequenos “toques”, inventando combinações. A comida perdeu totalmente aquela cara insossa de industrializada e em poucos minutinhos. Se você também anda injuriada e não agüenta mais pedir pizza ou comida chinesa, bem vindo ao clube. Lasanha Pronta: Acomode numa travessa três lasanhas prontas, cubra a travessa com molho pronto a bolonhesa, em seguida coloque uma camada generosa de presunto e outra de mussarela. O efeito é glorioso! O prato rende uns 30% a mais e simplesmente todo mundo achou que eu tinha feito a massa com minhas próprias mãos. Hoje sirvo essa lasanha até quando tenho convidados. A “famosa sopa americana” da lata: Pede mais tempero. Cebolinha, fatias de parmesão, ajuda também a corrigir o sal que falta, salsa desidratada e croutons no final, muda totalmente a sopa e faz a maior diferença. Sopa em pó de pacote: Uma sopa em pó de ervilha, por exemplo, fica com outro sabor se incrementada. Doure a parte pedacinhos picados de baycon num fio de azeite e despeje no final do preparo sob a sopa ainda na panela. O mesmo acontece com a de caldo verde. Basta fritar umas fatias de lingüiça calabresa e adicioná-las no final. Se quiser incrementar ainda mais, despeje minutos antes de apagar o fogo, um pouco de couve picada por cima. Comprada picada, of course! Aliás, todas as sopas de pacote, ficam uma delicia quando acrescentamos temperinhos da nossa preferência. Disco de pizza pronta congelada: Dia desses tinha uma pizza congelada de calabresa no freezer, depois de alguns minutos no forno retirei-a e tive a idéia de adicionar cebolas cruas cortadas em rodelas finas, azeitonas pretas, orégano e azeite, coloquei-a no forno novamente mais alguns minutos, a pizza virou outra coisa - Ficou saborosa, diferente. Macarrão instantâneo: Já viu algo mais sem graça? Porém tudo pode mudar em segundos se enquanto a água ferve você cortar um pimentão e uma cebola pequena em cubos, em seguida uma rápida grelhada em fio de azeite e antes dos quatro minutos indicados na embalagem, escorra com a ajuda de um garfo direto na panela onde estão os legumes grelhados, acrescente uma ou duas colheres de molho shoyo (básico) que também ajuda a corrigir o sal, e assim estará pronto um verdadeiro e quase yakissoba! Capelett “Massas Frescas” Delicioso, quentinho e saboroso Capelett in brodo - a coisa mais fácil de fazer! O segredo do Capelett in brodo está quase todo no caldo. Dá pra usar massa fresca, aquelas que ficam na parte dos lacticínios em geladeira, ou aqueles capelettis de pacotinho, que vendem na sessão onde fica o macarrão. Geralmente é importado - italiano - e com preços variáveis o resultado é surpreendente. Faça um bom caldo (uma base boa é de frango) puxadinho no azeite, com bastante salsinha, cebolinha, pimenta branca e um dente de alho e cozinhe nele o Capelett - 10 12 minutinhos lembrem que o ponto do Capelett é “all dente”. Pronto. Pra servir, polvilhe com um punhadinho de cebolinha bem miudinha e um bom punhado de parmesão ralado um pãozinho italiano para acompanhar e mais nada. Hummmmmmmmmm! Está com saudades de um bom filé? Filé ao molho de Manteiga e Creme de leite. Compre os filés já cortados tempere com sal, pimenta, um fio de azeite e grelhe numa frigideira bem quente. À parte, derreta meio tablete de manteiga e vai mexendo até que ela faz aquela espuma e depois forma tipo uma farinha no fundo da frigideira, coloque em seguida uma caixinha de creme de leite e misture bem. Corrija o sal e coloque os filés numa travessa (sem aquela água que solta) e regue com o molho por cima. Um bom vinho tinto e a sobremesa é surpresa!!! Outra dica: A apresentação da comida é a alma da receita. Servir a sopa de pacote incrementada numa sopeira bacana, a massa numa bela tigela faz toda a diferença também. Alguém tem mais truques?! Um abraço Yvone Pereira Gestão Residencial e Treinamento doméstico Leia mais
Copyright © 2019 e-Mídia Precisa de ajuda?